Um Guia para Salvar seu Cabelo

Gosta de água? Está sempre perto de uma piscina e não recusa um convite para a praia? Saiba que seus cabelos podem não gostar…

Gosta de água? Está sempre perto de uma piscina e não recusa um convite para a praia? Saiba que seus cabelos podem não gostar muito do seu modo de vida. Isso porque é difícil separar água de sol, então, quando vamos à praia, piscina, cachoeira ou mesmo ao “banho de laje” com água de mangueira, nossos cabelos são expostos a um duplo dano: umidade e calor. Para protegê-los, preparamos um guia para cada tipo de cabelo. Deixe nossa matéria à mão para preparar-se para a primavera e verão que vêm por aí. Confira:

Sereias

Se praia é seu vício,  além do sol e da água, há o perigo do sal à espreita! Sol, mais sal e vento, desidratam severamente a haste capilar.

Cabelo oleoso: quem tem cabelo oleoso leva vantagem no quesito hidratação, mas perde em relação aos problemas com o couro cabeludo que podem ficar mais sebosos com o sol. Depois de sair da água, sempre enxágue seus cabelos com água doce para não aumentar os efeitos nocivos do sal.

Cabelo ressecado: tenha sempre por perto os produtos que hidratam e mantém a elesticidade dos fios. Uma dica é antes de entrar no mar, molhar a cabeça com água doce para que o sal tenha dificuldade de penetração. Em casa, escolha produtos que contenham óleos hidratantes.

Cabelo saudável: os danos são visíveis nos primeiros dias; pontas ressecam e couro cabeludo fica mais oleoso. Use shampoos de limpeza profunda, enxague os cabelos quando sair do mar e hidrate apenas as pontas.

Cabelo tingido: o efeito mais visível é a perda da cor e do brilho. Use produtos pós-coloração para fixar o tom e hidrate seu cabelo com máscaras à base de queratina, que são as mais indicadas para o caso.

Leia Também:  Linha Todo Dia Natura

Atletas

A piscina é um ambiente mais fácil para as que moram longe do litoral e local básico para quem cuida do corpo fazendo natação ou hidroginástica. Mas aqui, ao invés do sal, o vilão é o cloro, química pura e destrutiva para os cabelos. Ele endurece a fibra capilar e causa quebras, ressecamento e embotamento da coloração.

Cabelo oleoso: não use condicionador e ao sair da piscina enxágue os cabelos com água mineral. Use shampoos de limpeza profunda, quinzenalmente, para retirar o que ainda ficou de cloro.

Cabelo ressecado: seu cabelo já é mais frágil e o cloro acaba causando além da quebra, a queda dos fios. Por isso, não use secadores ou chapinhas ao sair da piscina e abuse dos produtos hidratantes e das máscaras que devem ser feitas, semanalmente.

Cabelo saudável: mesmo sem maiores danos, os cabelos saudáveis sofrem com o cloro. No seu caso, um bom leave-in e e shampoos condicionadores podem evitar as pontas duplas e o ressecamento.

Cabelo tingido: use produtos para fixar a cor, shampoos que mantém a tonalidade e protetores solares para os cabelos. As loiras devem ter cuidado extra para que os cabelos não fiquem esverdeados.

Douradas de sol

Quem toma sol, mesmo sem mar ou piscina por perto, deve cuidar dos cabelos com a mesma intensidade.

Cabelo oleoso: o sol resseca os cabelos, mas como já dissemos antes, agride o couro cabeludo e estimula as glândulas sebáceas, provocando oleosidade e caspas na raíz dos cabelos. Use leaves-in, sprays e hidrate os fios — não o couro cabeludo — pelo menos uma vez por semana.

Cabelo ressecado: hidrate seus cabelos o quanto puder. Se não puder viver sem chapinhas e secadores quentes, use produtos que protegem os fios, antes de sacá-los.

Leia Também:  Perfume Chanel 5 Barato

Cabelo saudável: Antes de ir para o sol, faça uma hidratação profunda ou cauterização.

Cabelo tingido: os poros já estão abertos, então, cuidado redobrado! Use protetores solares para cabelo e reponha as vitaminas e os aminoácidos com ampolas de tratamento.

Top