Tumor de ovário pode aparecer após fertilização, diz estudo

Mulheres que passam por excitação ovariana para desenvolvimento de óvulos extras para o processo de fertilização artificial possuem mais chances de apresentar tumores no…

Por Editorial MDT em 12/02/2012

Imagem: (Foto Divulgação)

Mulheres que passam por excitação ovariana para desenvolvimento de óvulos extras para o processo de fertilização artificial possuem mais chances de apresentar tumores no órgão, de acordo com uma atual pesquisa conduzida pelo Instituto do Câncer Holandês, divulgada na revista Health.

Esse tipo de câncer, popular como “tumor ovariano borderline”, não é invasivo e possui elevadas oportunidades de cura, mas depende de cirurgia. Durante a análise, foram estudadas informações de 19 mil mulheres que não passaram pelo processo de fertilização artificial. Após 15 anos de análise, observou-se que aquelas que se submeteram a quatro ou mais excitações possuíam mais riscos de sofrer com tumores borderline.

“Os dados são claros ao relatar que a estimulação ovariana para fertilização aumenta o risco de desenvolver tumores ovarianos do tipo borderline e os riscos se mantêm elevados por cerca de 15 anos após o ciclo de tratamentos”, disse Flora van Leeuwen, líder do estudo que é a favor das mulheres serem avisadas dos riscos do processo caso se submetam a múltiplos ciclos de fertilizações.

Top