Tratamentos para remover cicatrizes de acnes 

Tratamentos para remover cicatrizes de acnes 

O aparecimento de espinhas, em algumas situações, pode ser apenas o início de um problema ainda maior. Nos casos mais graves ou quando não…

Por Editorial MDT em 08/03/2012

Existem vários tratamentos para deixar a pele linda.

O aparecimento de espinhas, em algumas situações, pode ser apenas o início de um problema ainda maior. Nos casos mais graves ou quando não são tomados os cuidados necessários, podem surgir cicatrizes, que se tornam um grande problema, especialmente quando atingem a região do rosto.

Essa complicação é mais comum do que se pensa, porém é importante saber que atualmente, com a evolução dos tratamentos estéticos, é possível melhorar consideravelmente a aparência da pele e acabar com as cicatrizes ou torná-las bem mais discretas.

Confira algumas dicas de tratamentos que podem ajudar com esse problema.

Preenchimento

Indicada para os casos onde a cicatriz desaparece se a pele for esticada. É injetada, logo abaixo da cicatriz, uma substância que promove o aumento do volume local, deixando a cicatriz na mesma altura da pele a seu redor. Geralmente é feito com ácido hialurônico, que dura por cerca de um ano.

Peeling químico

O peeling pode ser superficial, médio ou profundo, e cada intensidade age em determinada camada da pele. É um tratamento perfeito para proporcionar uniformidade à pele, pois estimula a renovação celular.

Enquanto o peeling superficial atua sobre a epiderme, removendo as manchas deixadas pelas espinhas, um tratamento mais profundo é necessário para agir sobre as cicatrizes. O problema é que, conforme aumenta a profundidade do tratamento, aumentam também o desconforto e riscos de efeitos colaterais.

Peeling químico superficial - antes e depois.

Subcisão

Indicada nos casos onde a cicatriz não desaparece quando a pele é esticada, o que ocorre devido às fibras de colágeno que repuxam a pele para baixo. Nesse procedimento é realizado o corte dessas fibras, com uma agulha cortante, através da subcisão realizada na cicatriz. Esse tratamento pode necessitar de várias sessões para chegar ao resultado esperado.

Dermabrasão

Nesse tipo de tratamento uma camada da epiderme é removida parcialmente através de um instrumento semelhante a uma lixa, que é controlado diretamente pelo médico (ele decide a profundidade e o momento certo de parar). Com o passar do tempo cresce uma pele nova, mais regular e uniforme, com cicatriz cada vez menos aparente.

Apesar de proporcionar resultados rápidos e surpreendentes logo na primeira sessão, é um método agressivo e bastante dolorido, sendo necessários que a pessoa se afaste de suas atividades cotidianas por um período de 3 a 4 semanas.

Microdermabrasão

Também é conhecido como peeling de cristais. Nesse método, um aparelho joga e aspira pequenas partículas na pele, removendo as células superficiais e muitas vezes nem chegando a ultrapassar a derme. A profundidade da agressão também é controlada pelo médico.

Laser

Provoca uma agressão semelhante à dermabrasão. O laser aquece as células numa intensidade tão grande que elas simplesmente evaporam, removendo toda epiderme e parte da derme.

O pós-procedimento também é semelhante aos pacientes submetidos à dermabrasão, e a aparência, logo após o tratamento, é desagradável e a pele fica sensível por um período de 2 a 4 semanas.

Tratamento a laser garante bons resultados.

O melhor a se fazer para que não seja necessário se submeter aos procedimentos estéticos é prevenir a formação de cicatrizes, tratando a acne logo em sua fase inicial, pois hoje existem diversos tratamentos que controlam o problema de maneira rápida e eficiente. Portanto, não deixe de consultar um dermatologista e conhecer as várias possibilidades de terapia.

Top