Tratamento de hepatite C com três novos medicamentos

Tratamento de hepatite C com três novos medicamentos, é o que está avaliando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que pretende adotar, em…

Por Andre em 24/10/2014

Tratamento de hepatite C com três novos medicamentos, é o que está avaliando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que pretende adotar, em breve, novas drogas para tratar, na rede de saúde pública, os pacientes que sofrem com essa doença.

Tratamento de hepatite C com três novos medicamentos (Foto: Divulgação)

De acordo com o órgão, a decisão se deve aos pedidos de informações feitos por sociedades médicas e associações de pacientes, recebidos pela agência a respeito da avaliação de novas terapias para o tratamento da hepatite C no Brasil.

Ainda segundo a Anvisa, o Ministério da Saúde solicitou prioridade para a análise do registro de dois dos medicamentos, o Daclatasvir e o Sofosbuvir, enquanto o terceiro, Simeprevir, está em processo de análise pela agência.

Mitos e verdades sobre hepatite C

Hepatite C: sintomas, como tratar

Tratamento de hepatite C com três novos medicamentos

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, deu a notícia de que as drogas Sofosbuvir, Daclastavir e Simeprevir estão sendo avaliadas pela Anivsa (Foto: Divulgação)

Os três novos medicamentos para tratamento de hepatite C, que estão sendo avaliados pela Anvisa, apresentam como benefícios o tempo reduzido de tratamento (12 semanas) e um percentual maior de cura, além da vantagem do uso oral (as drogas atuais são injetáveis).

Caso sejam realmente adotados, os novos medicamentos poderão beneficiar cerca de 60.000 pacientes do SUS, nos próximos dois anos, considerando a expectativa de aumento de pessoas com diagnóstico de hepatite C e a incorporação de pacientes HIV positivos que também estejam infectados com a doença.

Falando nisso, outra vantagem dessas novas drogas, que já foram adotadas em 10 países, é que elas podem ser usadas nos pacientes soropositivos, o que não acontece com os medicamentos ofertados atualmente no sistema.

Aprovação passa também pela Conitec

O uso dos novos medicamentos pode beneficiar 60 mil pessoas nos próximos dois anos (Foto: Divulgação)

Além da Anvisa, os medicamentos Simeprevir, Daclatasvir e Sofosbuvir também são analisados pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do SUS (Conitec), para que então possam ser utilizados.

É necessário que o uso deles obedeça às regras da Comissão, que garantem a proteção do cidadão quanto ao uso e à eficácia dos remédios, através da comprovação da evidência clínica e o custo-efetividade dos produtos.

Sobre a hepatite C

O tratamento da hepatite C atual é feito com drogas injetáveis (Foto: Divulgação)

Causada pelo vírus C (HCV), a hepatite C pode ser transmitida por meio da transfusão de sangue, compartilhamento de objetos de higiene pessoal (como lâminas de barbear e depilar), material para uso de drogas, alicates de unha e acessórios para fazer tatuagem e colocar piercing, entre outras formas.

Estima-se que de 1,4% a 1,7% da população brasileira tenha a doença, presente principalmente na faixa etária acima dos 45 anos.

Top