Trajetória de Amy Winehouse

Quem diria que uma linda garotinha ingênua nascida em 14 de setembro de 1983 em Londres chamada Amy Jade Winehouse um dia se tornaria…

Quem diria que uma linda garotinha ingênua nascida em 14 de setembro de 1983 em Londres chamada Amy Jade Winehouse um dia se tornaria famosa no mundo inteiro, tanto pelas suas belas músicas quanto pelos seus escândalos que envolviam bebidas e drogas? A garota cresceu e se tornou uma grande compositora dotada de voz grave e forte que deixou, em pouco tempo, o planeta a seus pés. Porém, o seu final foi trágico, pois em 23 de julho de 2011, aos 27 anos, a cantora foi encontrada morta sozinha em seu apartamento em Londres.

A família de Amy é judia de tradição musical relacionada ao jazz. O seu pai, Mitchell Winehouse, era motorista de táxi, enquanto a sua mãe, Janis, era farmacêutica. Amy nasceu e cresceu no subúrbio do bairro londrino Southgate, onde teve uma vida tranquila, mas sempre ligada à música.

Aos 10 anos, ela fundou uma banda de vida curta de rap chamada Sweet’n’Sour, as Sour. Aos 13 anos, ganhou a sua primeira guitarra elétrica e, aos 16, cantava profissionalmente com o seu amigo, o cantor de soul Tyler James.

Apesar de seus pais acharem que Amy não tinha muito talento por cantar timidamente, a sua voz de jazz e blues chamou a atenção de um executivo da Island Records, que a chamou para gravar o seu primeiro álbum, Frank, que tinha todas as canções compostas por Amy. Ele foi lançado apenas no Reino Unido, mas mesmo assim, ele foi muito bem recebido pela crítica, que comparou a nova voz à de Sarah Vaughan e Macy Gray.

O seu segundo álbum, Back to Black, teve repercussão mundial, principalmente por causa da música Rehab, na qual ela conta as suas experiências com as drogas. Esse CD foi o mais vendido do ano de 2007, com mais de 5 milhões de cópias comercializadas em todo o mundo. Seis indicações ao Grammy foram feitos ao CD, que venceu em 5 categorias: Canção do Ano, Gravação do Ano, Artista Revelação, Melhor Álbum Vocal Pop e Melhor Performance Vocal Pop Feminina.

Leia Também:  As Piores Dores do Mundo!

Além da sua voz e da sua música, algo que chamava muito a atenção em Amy era o seu visual, que tinha o cabelo preso sobre a cabeça, sendo claramente inspirado pelas divas dos anos 50 e 60 e pelos seus olhos marcados por traços fortes feitos com delineador. As suas vestimentas eram simples, mas marcantes, pois ela geralmente vestia sapatilhas em suas apresentações. O seu corpo era coberto por tatuagens: no braço direito, um pássaro, no esquerdo, uma pin-up e uma ferradura, no antebraço esquerdo, uma pena e na barriga, a frase “Hello, sailor!” (Olá, Marinheiro!)

Infelizmente, o talento de Amy Winehouse foi se apagando aos poucos por causa do uso excessivo de drogas, tanto lícitas quanto ilícitas. Nos últimos shows da cantora, inclusive nos do Brasil, ela aparecia no palco bêbada, mal conseguindo cantar as letras e caindo no palco. O site do jornal inglês The Sun publicou um vídeo de Amy fumando crack e usando outras drogas, o que deixou a imagem dela destruída.

Por várias vezes, Amy foi internada em clínicas de desintoxicação e, em 2008, chegou a ser presa 2 vezes por porte de drogas. Outro escândalo envolvendo a pop star foi o seu casamento com Blake Fielder, também usuário de drogas. Desde dezembro de 2010, ele cumpre prisão temporária por ter agredido um homem e por tentar obstruir a justiça em 2007. O casamento terminou em junho de 2009 por acusações mútuas de infidelidade e por agressões sofridas por ambas as partes.

Enfim, às 16 horas do dia 23 de julho de 2007, assim como outros ícones da música como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison e Kurt Cobain, Amy Winehouse foi encontrada em seu apartamento no bairro de Camden, em Londres.

Leia Também:  Presidência do Brasil 2011

Com a sua morte, os seus fãs choraram inconsolados, pois Amy ainda tinha muito talento para ser admirado. A trajetória de Amy Winehouse foi um tanto quanto conturbada e hoje, ela é uma estrela imortal e sempre será lembrada pela sua voz, seu visual e pelos seus escândalos.

Top