TPM x Trabalho: Quando a TPM Interfere na Carreira

Pesquisas apontam que o índice de TPM da mulher brasileira é o mais alto do mundo. Essa informação foi levantada por pesquisadores da Unicamp…

Pesquisas apontam que o índice de TPM da mulher brasileira é o mais alto do mundo. Essa informação foi levantada por pesquisadores da Unicamp e revela o quanto esse problema exerce impacto na rotina feminina. A explosão de TPM no Brasil tem causado diferentes reações na vida pessoal e profissional de cada mulher.

A tensão pré-menstrual possui sintomas característicos, que costumam se manifestar dias antes da menstruação. Apesar de não ser classificado como doença, a TPM pode causar reações típicas na mulher que variam de acordo com a ocasião. Ansiedade, incômodo com os inchaços, nervosismo, vontade de consumir doces, choro excessivo, oscilação de humor, sensibilidade emocional, carência, insônia, dores de cabeça e espinhas são alguns dos sinais da TPM.

É natural a mulher mudar alguns aspectos do seu comportamento quando se aproxima a menstruação, mas isso não pode atrapalhar em hipótese nenhuma os outros pontos da sua vida. Dependendo do nível de agressividade ou mau-humor, a mulher pode sofrer para conseguir manter relacionamentos equilibrados dentro do ambiente de trabalho.

Já dizem por aí que uma mulher com tensão pré-menstrual fica impossível, principalmente no que diz respeito à convivência. Nos casos mais extremos, elas se tornam agressivas, autoritárias, indisciplinadas, grosseiras e até sentem dificuldade de concentração. Enfim, a TPM interfere na carreira da mulher e na sua produtividade dentro da empresa.

Dependendo de cada mulher, a tensão pré-menstrual é capaz de causar sintomas físicos e emocionais. Uma profissional que sofre com insônia, cefaléia, cansaço, dores musculares ou indisposição não tem condições para executar as tarefas do trabalho adequadamente.

No quesito “trabalho em equipe” a TPM também pode desconcentrar ou até mesmo atrapalhar o desempenho dos companheiros de empresa. Principalmente as mudanças bruscas de humor acabam afetando as relações profissionais e criando inimizades no ambiente de trabalho. Apesar de todas as perturbações causadas pela síndrome, ela pode ser controlada e não afetar com tanta freqüência a rotina profissional.

Leia Também:  Sabia como controlar a ansiedade antes do casamento

Como evitar que a TPM prejudique a vida profissional?

Para evitar os males da TPM é necessário levar uma vida com equilíbrio. A correria do cotidiano costuma ser um fator agravante para o estado de humor, mas quando a mulher consegue conciliar vida familiar com a profissional, fica mais fácil não misturar assuntos ou conturbar os relacionamentos sociais.  Algumas mudanças nos hábitos também podem amenizar os sintomas da TPM e não prejudicar tanto assim o profissionalismo.

Conseguir lidar com os sintomas físicos e emocionais é um desafio que requer jogo de cintura. A tentativa de manter uma rotina saudável também representa um aspecto fundamental. Dessa forma, a prática de exercícios ou de qualquer tipo de esporte ajuda a aliviar os sintomas mais críticos da TPM. Além de melhorar o condicionamento físico, a atividade aeróbica ajuda a controlar os níveis hormonais.

Uma mulher que sofre com tensão pré-menstrual também deve procurar um cardápio alimentar que satisfaça suas necessidades nutricionais e alivie os sinais da TPM. Uma alimentação rica em leite, vegetais verdes, grãos integrais, banana, batata, carne, frutas e legumes em geral ajudam a manter o organismo mais resistente aos sintomas. Às vezes a própria carência de vitamina B6 e cálcio no corpo pode ser um fator responsável pela síndrome.

Quando a TPM se torna algo insuportável ou mesmo incontrolável, é necessário procurar um médico. Algumas mulheres necessitam ainda de acompanhamento psicológico para aprender a lidar com esse estado crítico.

Aproveite as dicas de como combater a TPM e evite que o problema cause danos na sua vida profissional.

Top