Tomate ajuda a retardar o envelhecimento precoce

  Vermelhinho e redondinho, essa simpática fruta chamada tomate está presente em quase todas as mesas brasileiras em diversos formatos: saladas, molhos, catchups, recheados,…

 

Vermelhinho e redondinho, essa simpática fruta chamada tomate está presente em quase todas as mesas brasileiras em diversos formatos: saladas, molhos, catchups, recheados, temperos entre outros. Além de ser muito versátil e saboroso, o tomate só traz benefícios à saúde, sendo um deles o combate ao envelhecimento precoce. Por isso, se você não quer ter as células envelhecidas antes do tempo, tenha uma dieta rica em tomates.

A substância responsável pelo retardamento do envelhecimento é o licopeno, que dá a cor vermelha à fruta. Ele é um poderoso antioxidante que diminui o colesterol ruim e protege o organismo contra os radicais livres. Por isso, o corpo e a pele de quem o ingere ficam mais jovens. Além disso, ele diminui o risco de doenças cardiovasculares e contém a sua progressão. Contra o câncer, ele também é um ótimo remédio, principalmente contra o de próstata.

 

Os estudiosos ainda não chegaram a um consenso com relação à quantidade diária de licopeno a ser ingerida diariamente para retardar o envelhecimento precoce, mas os estudos mais modernos sugerem que ela seja de 35 mg, o que equivale a um quilo de tomate. No entanto, se você for ingerir o tomate em forma de extratos, sucos, polpas, molhos e purês, a quantidade de licopeno será ainda maior, ou seja, de 150 mg. Para que essa substância seja melhor absorvida pelo organismo, acrescente sempre um pouco de azeite, que facilita a sua absorção.

E o tomate só traz benefícios à nossa saúde, pois além do licopeno, ele contém vitamina A, que garante uma boa visão e uma pele saudável; vitamina C, que previne doenças cardíacas, aumenta a imunidade, ajuda a sintetizar o colágeno e a absorver o ferro dos alimentos e também é um antioxidante e vitaminas do complexo B, que preserva a saúde da mente e da emoção e produz energia no organismo.

Leia Também:  Produtos anti-idade Mary Kay

 

O potássio do tomate é muito importante para a transmissão dos impulsos nervosos, para o bom funcionamento do coração e para transportar os nutrientes e a água para dentro das células enquanto o fósforo ativa as vitaminas do complexo B, deixa a resistência mais forte, fornece energia ao corpo e participa da manutenção dos ossos e dos dentes. Já o magnésio, é um mineral que atua no sistema nervoso, também fortalecendo os ossos e os dentes e prevenindo câimbras e enxaquecas.

O tomate é uma fruta que traz muitos benefícios ao nosso organismo, entretanto, não pode ser consumido em excesso por pessoas que sofrem de gastrite ou úlcera porque ele irrita a mucosa gástrica.

Top