Tomara que caia: erros, cuidados, como usar

O Verão chegou e nessa época quente do ano as roupas mais frescas ganham destaque e são a primeira opção tanto para ocasiões informais,…

Por Editorial MDT em 14/02/2012

O tomara que caia é um decote bonito e sensual

O Verão chegou e nessa época quente do ano as roupas mais frescas ganham destaque e são a primeira opção tanto para ocasiões informais, como para as mais formais. As blusinhas e vestidos tomara que caia não são diferentes, e acabam sendo a preferência da maioria das mulheres na hora de montar um look.

Como a maioria das roupas, os tomara que caia podem ser uma faca de dois gumes. Se a peça certa for usada da maneira correta, a mulher ficará maravilhosa, mas qualquer look pode ser comprometido por alguns deslizes na hora da escolha do tomara que caia, e, nos casos mais graves, todo visual pode ir por água abaixo.

Dicas de cuidados que devem ser tomados

O biotipo interfere na escolha do tomara que caia

Mulheres com seios grandes

Mulheres que têm seios mais avantajados e usam manequim maior do que o 44 devem ser extremamente cautelosas na hora de escolher a peça que, se for confeccionada num tecido mais estruturado, vai levantar os seios, dando um “up” no visual, garantindo uma silhueta deslumbrante, enquanto que os tecidos mais moles e finos podem deixar os seios com uma aparência de caídos. Nessa hora, o bom senso é essencial para ter certeza se vale a pena ou não investir no modelito.

Mulheres com costas largas

É importante optar por um modelo que não aperte as costas, o que poderia acabar deixando a peça com algumas ondulações atrás, passando a impressão de que o tamanho da roupa não é o adequado para mulher. O tomara que caia, nessas pessoas, pode acabar ressaltando áreas que não deveriam ser evidenciadas, como, por exemplo, os ombros.
A dica é usar modelos que, além de estarem confortáveis nas costas, chamem a atenção dos olhares para outro lugar. Broches e apliques brilhantes são boa saída.

Peles bronzeadas

Por vivermos em um país tropical, é bastante comum as mulheres estarem bronzeadas, mas o mais importante é a qualidade da pele, não interessando se a pessoa tem 15 ou 50 anos.

Como esse modelo deixa o colo e as costas bastante expostos, é difícil ficar bem num tomara que caia quando a pele está mal tratada pelo sol, com manchas e ressecamento. Por isso, antes de escolher uma peça mais ousada, é importante se certificar que a pele esteja perfeita.

É importante tomar cuidado no caso da pele estar bastante bronzeada e com marquinha de biquíni, o que é super comum no Brasil, pois pode ficar deselegante, caso as marcas estejam muito evidentes, especialmente em um evento mais formal.

Dicas na hora de comprar

Tenha muito cuidado na hora de escolher um tomara que caia

Para saber se a peça é a ideal, a dica é experimentar para conferir se os seios ficam no lugar certo e se não sobem ou se o vestido não desce enquanto a mulher caminha. Um erro bastante cometido por quem não tem o costume de usar esse tipo de roupa, é levar para casa peças um ou dois números menores do que o manequim real. O correto é usar o tomara que caia no tamanho certo. Barriguinha à mostra em um tomara que caia também pode ser um problema. O recomendado é optar ou por mostrar a barriguinha, ou pelo tomara que caia, porque as duas coisas, juntas, pode acabar passando ‘informação’ demais.

Agora é só seguir as dicas para ficar linda e fresquinha durante todo Verão!

Top