Tirar chupeta e mamadeira: dicas

A chupeta e a mamadeira são dois itens que fazem parte da infância de quase todas as crianças em torno de zero a 4 anos. Porém,…

Por Editorial MDT em 05/02/2012

Chega uma hora em que é preciso retirar a chupeta

A chupeta e a mamadeira são dois itens que fazem parte da infância de quase todas as crianças em torno de zero a 4 anos. Porém, chega um momento que é preciso abandonar esse vício, iniciando um grande transtorno na vida tanto da criança quanto da mãe. É nessa hora que surgem as dúvidas quanto ao momento exato e de que forma será possível retirar esses dois objetos, sem que a criança sofra com isso. Para que você possa lidar melhor com essa situação, daremos algumas dicas de como proceder diante dessa situação.

Momento certo

Após estudos realizados por profissionais da área da saúde, em especial pediatras, foi percebido que a melhor época para se retirar a chupeta e a mamadeira é em torno do dois anos de idade. É importante ressaltar que a reação emocional que a criança apresentará pode variar, ou seja, algumas poderão aceitar mais facilmente, em contraste com outras da mesma idade que poderão não aceitar a mudança.

A chupeta pode causar deformações na arcada dentária

Auxílio na retirada

Para que essa ação se torne mais fácil para a mãe, assim como para a criança, citaremos algumas dicas que ajudarão para um resultado satisfatório e adequado.

  • Diminua as mamadeiras diariamente;

O primeiro passo a ser tomado é diminuir a frequência das mamadas, gradualmente. Por exemplo, se a criança está habituada a tomar três mamadeiras por dia, retire uma de cada vez, sempre substituindo o leite da mamadeira por algum alimento, como uma fruta ou um iogurte. Vale lembrar que a mamadeira noturna, ou seja, aquela que a criança costuma beber antes de dormir, deverá ser retirada por último, por ser um processo mais lento e que requer muita paciência por parte da mãe.

  • Escolha retirar um objeto de cada vez

Ao realizar o processo de abandono da mamadeira e da chupeta, escolha qual deseja retirar primeiro. Assim, nunca retire os dois ao mesmo tempo, pois pode trazer alguns transtornos emocionais para a criança.

  • Converse com a criança a respeito do que está fazendo

Sempre que possível, explique para a criança o que e quando irá acontecer o processo. Opte em realizar uma troca, como por exemplo, mencionar que quando a Páscoa ou o Natal chegar, ela deixará de usar a chupeta ou a mamadeira.

  • Após iniciar o processo, não retorne ao zero

Pediatras afirmam que após ter dado início ao processo, a mãe não deve recuar e voltar a fornecer a chupeta ou a mamadeira à criança. Uma atitude como essa pode trazer transtornos emocionais, dificultando a futura retirada dos objetos.

Tirar a mamadeira não é fácil, mas é necessário

A madeira e a chupeta fazem parte da vida da criança, porém devem ser utilizados com limite. Eles podem trazer graves consequências à saúde dentária do pequeno, além de alguns transtornos emocionais. Sabendo disso, retire-os o quanto antes para evitar futuras desavenças e preocupações.

Top