Tipos de plásticas para os seios

Tipos de plásticas para os seios

As cirurgias plásticas das mamas ocupam o segundo lugar entre os procedimentos estéticos realizados em nosso país. Com certeza o principal motivo que leva…

Por Editorial MDT em 04/01/2012

As cirurgias plásticas das mamas ocupam o segundo lugar entre os procedimentos estéticos realizados em nosso país. Com certeza o principal motivo que leva mulheres a procurar especialistas em cirurgia plástica é o de querer melhorar a aparência física. Porém, existem outros motivos, entre eles a indicação médica. Muitas mulheres precisam realizar, por exemplo, a redução dos seios, para melhorar problemas na coluna e outros prejuízos que o excesso de busto pode causar. Conheça um pouco mais sobre os tipos de cirurgias plásticas que podem ser realizadas nos seios.

As cirurgias plásticas das mamas ocupam o segundo lugar entre os procedimentos estéticos realizados em nosso país!

As cirurgias plásticas das mamas ocupam o segundo lugar entre os procedimentos estéticos realizados em nosso país!

Tipos de plásticas para os seios

Mamoplastia

O termo mamoplastia é utilizado pelo meio médico para denominar a cirurgia plástica das mamas. Esse nome pode ser dado a qualquer tipo de cirurgia, desde ao aumento, redução, ou até o levantamento das mamas.

1. Mamoplastia de aumento

Este tipo de cirurgia é indicado para as pacientes que possuem mamas pequenas ou mesmo que, após redução brusca de peso ou amamentação, tiveram uma redução significativa do volume mamário. A cirurgia é realizada através de colocação de próteses de silicone, o que ajuda a dar uma característica bonita e harmoniosa ao tamanho e ao volume das mamas. Além de causar o aumento das mamas, também colabora com a suspensão delas, que antes estavam caídas.

Em relação ao tipo de prótese escolhida irá depender da paciente e do cirurgião, pois é necessário saber qual o tamanho e a característica da prótese que sejam ideais para cada caso. Dentre os tipos podemos citar as que contêm gel de silicone ou as de substância salina; com bolsa de tecido liso, rugoso ou texturizado, ou ainda, podendo vir recoberta ou não por uma camada de poliuretano.

Além do tipo de prótese, também é necessário discutir sobre o tipo de cirurgia que será realizada. As opções são diversas:

  • Incisão embaixo da aréola mamária;
  • Incisão no centro da aréola;
  • Embaixo do sulco das mamas;
  • Com corte horizontal na região interior da zona de pelo axilar.

Mais uma vez é preciso ressaltar que o tipo de prótese que vai ser escolhida, assim como o método de cirurgia a ser realizado, deverá ser discutido com o médico que realizará a cirurgia.

Mamoplastia de aumento

Mamoplastia de aumento

2. Mamoplastia redutora

A cirurgia de redução é recomendada em caso de:

  • Mamas aumentadas;
  • Infecção cística das mamas;
  • Dor nas costas, cabeça, ombros, provocada pelo peso de mamas grandes;
  • Perda de sensação das mamas;
  • Problemas para dormir relacionados a mamas grandes;
  • Estrias.

A cirurgia é realizada retirando um pouco de tecido mamário e os mamilos podem ser deslocados para uma posição superior, por motivo estético.

Tipos de plásticas para os seios

3. Levantamento das mamas

As mamas após a puberdade são rígidas devido a quantidade de glândulas. Com o passar do tempo há uma diminuição da quantidade de glândulas, com o aumento de gorduras e tendência a queda dos seios. Com a cirurgia de levantamento é possível reverter esse quadro, acarretando a suspensão e retirada de pele em excesso.

Antes de realizar qualquer tipo de cirurgia plástica é necessário procurar um médico especializado e reconhecido. Também é necessário discutir sobre o tipo de cirurgia que deverá ser realizada, levando em conta o seu biofísico e necessidade. Os riscos existem em qualquer tipo de cirurgia, é preciso ter consciência quanto a isso.

Top