Tipo de parto influencia a vida sexual?

Durante a gravidez, o organismo da mulher sofre muitas alterações, refletindo de maneira direta, na sexualidade dela. No entanto, após o parto, a tendência…

Durante a gravidez, o organismo da mulher sofre muitas alterações, refletindo de maneira direta, na sexualidade dela. No entanto, após o parto, a tendência é que a mulher retorne a ter uma vida sexual normal, pois os hormônios femininos acabam retomando aos níveis ideais. Porém, algumas dessas mulheres, acabam reclamando que a libido encontra-se alterada, assim como sentem dor durante as relações após se tornarem mães. Conheça abaixo se o tipo de parto pode influenciar a vida sexual.

Conheça as vantagens e as desvantagens de cada tipo de parto.

A mulher pode apresentar algumas alterações na vida sexual, no período pós parto. (Foto: divulgação)

Saiba qual o momento ideal para retornar à vida sexual

Ginecologistas de todo o mundo recomendam que as parturientes devem realizar uma pausa de semana após o parto, antes de retornarem a sua vida sexual. Esse intervalo, é o tempo ideal para o organismo da mulher retornar aos padrões normais, antes da gravidez. Além disso, é o tempo necessário para o aparelho genital feminino voltar aos mesmos parâmetros que antes de engravidar.

As primeiras relações sexuais, após o parto, podem incomodar

Uma grande parte das mulheres concorda que as primeiras relações sexuais pós-parto, podem ocasionar alguns incômodos. Isso se deve, principalmente, às transformações físicas do organismo durante a gestação. Além disso, a vagina sofre grandes alterações para ocasionar a saída do bebê, essencialmente, no parto vaginal.

Saiba se os tipos de parto, podem alterar a vida sexual. (Foto: divulgação)

A incisão no períneo também é um fator que contribui para o desconforto sexual

Um número restrito de mulheres, á submetido à incisão no períneo, para poder alargar o canal de parto e facilitar a saída do bebê. No entanto, a cicatrização da ferida, pode ser um obstáculo durante o ato sexual, mesmo após a queda dos pontos. Um dos principais fatores agravantes é o tipo de incisão realizada na pele, para realizar a função. Além disso, a ferida ou a dilatação perineal, também pode contribuir para o desenvolvimento da dor, durante a relação sexual.

Leia Também:  Decoração e moda no SPFW Inverno 2016

A falta de lubrificação também afeta as relações sexuais

A mulher, no período pós-parto, também pode sofrer com a falta de lubrificação vaginal, afetando o ato sexual. Essa situação está muito relacionada à amamentação, podendo persistir durante todo o período de lactação da puérpera. A mulher pode tentar amenizar o desconforto através do uso de lubrificantes específicos que são prescritos por um profissional.

A amamentação pode alterar a lubrificação vaginal, afetando a vida sexual. (Foto: divulgação)

Muitas mulheres, após o parto, apresentam alterações com a vida sexual. No entanto, esse problema, não está relacionado ao tipo de parto, mas às mudanças hormonais sofridas durante a gestação e que persistem por até seis semanas. Porém, é possível voltar a ter uma vida sexual adequada, através do uso de alguns medicamentos e da adoção de algumas atitudes. Assim, é ideal que a mulher busque a ajuda de um especialista, de modo a receber as orientações ideais, para o retorno de uma vida sexual conjugal adequada.

Saiba qual é o melhor tipo de parto.

Top