Tight Lacing: o que é, saiba mais

No passado, o sutiã e o espartilho foram queimados em praças públicas, em uma luta feminista que visava igualar os direitos humanos entre a…

No passado, o sutiã e o espartilho foram queimados em praças públicas, em uma luta feminista que visava igualar os direitos humanos entre a mulher e o homem. Essas peças de roupas eram consideradas instrumentos de tortura, uma vez que toda senhorita obrigatoriamente deveria usá-las para demonstrar riqueza e boa postura, além de tornarem-se mais atraentes para os seus maridos. Porém, depois da década de 50, estes acessórios que foram tão repudiados acabam voltando ao cenário da moda, agora não pela escolha dos homens e sim pela escolha das próprias mulheres, que agora desejam criar um visual sensual e alternativo para benefício próprio.

Por isso, para você que não conhece, entenda mais sobre o corset e saiba o que é o Tight Lacing, uma prática que vêm mudando o padrão de estética feminino:

Conheça a peça que vem fazendo a cabeça das mulheres e a prática que tem como fim afinar a cintura (Foto: Divulgação)

O que é o corset?

Corset é o nome original em francês dado para o espartilho. Trata-se de uma vestimenta modeladora com barbatanas de aço, diferentemente do “corselet”, uma espécie de espartilho com estruturas plásticas, que não modela e apenas é bem ajustado ao corpo.

O espartilho é uma peça desenvolvida em um período anterior à Idade Média, sendo usada pela realeza com o objetivo de manter a postura ereta e dar suporte ao busto e à cintura. Sua função se aprimorou ainda mais durante a era Vitoriana na Inglaterra, conferindo cinturas extremamente finas às mulheres.  Usar um corset na antiguidade com a função de afinar a cintura restringia muito o movimento, de modo que significava que a mulher tinha muitos empregados para desempenharem suas tarefas, demonstrando assim mais poder e status social.

Dita Von Teese é uma pin up atual que utiliza corsets em suas apresentações (Foto: Divulgação)

O que é o Tight Lacing?

A palavra Tight Lacing significa literalmente “laço apertado” e consiste em uma prática constante de uso do corset para a redução de medidas e formação de uma silhueta curva e mais desejável. Com o Tight Lacing não é necessária a remoção de costelas e outros maiores sacrifícios para adquirir uma forma perfeita, entretanto, esta prática deve ser acompanhada com exercícios físicos constantes e uma alimentação equilibrada, a fim de não fazer a gordura descer para os quadris.

Leia Também:  Técnicas de depilação sem dor

Saiba mais sobre como utilizar um corset para modelar o corpo.

A prática de Tight Lacing visa a redução nas medidas da cintura (Foto: Divulgação)

Para quem deseja adquirir um espartilho e começar a prática, vale a pena ressaltar que a peça deve ser sob medida, para respeitar a estrutura do corpo e propiciar a redução de medidas de uma forma saudável. Para isto, consulte a grife Madame Sher, a maior e mais especializada em espartilhos no Brasil.

Leandra Rios, a proprietária da grife Madame Sher, presenteou Dita Von Teese com um de seus magníficos corsets (Foto: Divulgação)

Acesse ao site da Madame Sher e através da página “O Corset” você poderá se informar em detalhes sobre a peça e sanar suas dúvidas com uma equipe altamente especializada no assunto através do e-mail disponível no site. Aproveite e comece já a fazer a sua prática de Tight Lacing!

Leia também: Dicas de roupas para usar com um espartilho.

Top