Teste do coraçãozinho em recém-nascidos

É de extrema importância que os pais tenham conhecimento dos testes disponíveis para detectar doenças nos recém-nascidos. Eles auxiliam em um diagnóstico mais rápido,…

O teste do coraçãozinho é essencial para garantir a saúde do bebê.

É de extrema importância que os pais tenham conhecimento dos testes disponíveis para detectar doenças nos recém-nascidos. Eles auxiliam em um diagnóstico mais rápido, focando um tratamento eficaz e precoce. Com esse intuito, a cada dia surgem novos meios de detecção dessas possíveis enfermidades. Entre os mais conhecidos estão o teste da orelhinha, o teste do pezinho e o teste do olhinho, mas, atualmente, foi lançado um novo meio para diagnosticar doenças do coração, o teste do coraçãozinho. Assim, separamos algumas informações a respeito desse novo teste.

Saiba quais exames que o recém-nascido deve fazer.

Relembrando os outros tipos de testes

Antes de informarmos como o teste do coraçãozinho funciona, relembraremos alguns detalhes sobre os testes que estão em vigor e que trazem grande benefício à saúde do bebê.

  • Teste do pezinho

Esse teste é conhecido por muitos, há anos. Ele tem como objetivo principal diagnosticar doenças metabólicas, genéticas e infecciosas que podem causar deficiências no desenvolvimento neuropsicomotor do recém-nascido.

  • Teste da orelhinha

Esse teste tem o intuito de detectar se o recém-nascido tem problemas auditivos ou não. Dessa forma, ele também auxilia na prevenção de alterações da fala e da linguagem.

  • Teste do olhinho

Esse teste tem como objetivo detectar o risco que o recém-nascido tem em desenvolver cegueira infantil.

Saiba mais sobre o teste do olhinho – todo bebê deve fazer.

A realização do teste é muito simples.

Compreendendo o teste do coraçãozinho

O teste do coraçãozinho, assim como todos os outros, tem como objetivo principal detectar possíveis e/ou futuras doenças que o recém-nascido possa apresentar. Entretanto, essa triagem está voltada para a pesquisa de problemas cardíacos.

Continuar Lendo  Hormônio ocitocina pode ajudar a melhorar sintomas de depressão

A realização do teste é simples. O profissional da saúde coloca uma pequena pulseira no braço ou na perna do bebê e através dela, será possível medir a concentração de oxigênio existente no sangue. No total, para a realização do teste, leva-se em torno de cinco minutos.

Problema mundial

Segundo dados, um em cada 10 bebês apresentam alterações cardíacas, como por exemplo, buracos entre as câmaras do coração ou defeitos em suas válvulas. No Reino Unido, com a utilização do teste do coraçãozinho, foi possível detectar mais de 75% das alterações cardíacas de todos os bebês avaliados.

No Brasil, esse teste ainda é pouco difundido. Para se ter uma ideia, em São Paulo, apenas o Hospital São Luiz tem o teste disponível. Caso os pais desejem a realização da triagem em outra maternidade, deverão ter em mãos um atestado médico, para que ele seja feito.

Importância da realização do teste do coraçãozinho

Com a descoberta precoce dos problemas cardíacos que o recém-nascido apresenta, é possível avaliar a necessidade ou não de cirurgia, diminuindo os riscos de desenvolver uma grave doença do coração.

Assim como todos os outros testes, o teste do coraçãozinho é de extrema importância. Por isso, sempre que possível, exija o seu direito e peça a sua realização. Com certeza, isso evitará problemas futuros.

É importante, proteja a criança de futuros problemas.

Os recém-nascidos necessitam de um tratamento especial, saiba quais cuidados tomar.

Top