Teste da linguinha em bebês: saiba mais

O teste da linguinha é um procedimento que consegue identificar vários problemas no bebê. A técnica é recomendada principalmente quando o recém-nascido morde o…

Por Isabella Moretti em 30/08/2013

O teste da linguinha é um procedimento que consegue identificar vários problemas no bebê. A técnica é recomendada principalmente quando o recém-nascido morde o bico do seio da mãe ao mamar, não consegue colocar a língua para fora ou apresenta uma língua com características peculiares, como o formato arredondado ou bifurcado.

O teste da linguinha permite verificar se o bebê tem língua presa. (Foto:Divulgação)

Se o bebê apresentar alguns dos sinais apresentados acima, ele pode estar sofrendo de língua presa, isto é, o encurtamento do freio da língua. Para ter certeza do diagnóstico, o profissional da saúde precisa realizar o teste.

Como funciona o teste da linguinha?

O teste da linguinha é uma espécie de avaliação de frênulo lingual (pele abaixo da língua), que deve ser realizada por um especialista no assunto, como o odontopediatra ou fonoaudiólogo.

O teste da linguinha é simples, rápido e indolor. Durante o procedimento, eleva-se a língua do bebê para verificar se o frênulo está preso muito próximo da língua. Não há necessidade de instrumentos ou equipamentos específicos, apenas os conhecimentos de um profissional habilitado.

Um profissional habilitado precisa realizar o teste. (Foto:Divulgação)

É importante que a criança seja examinada por mais de um profissional em seus primeiros meses de vida para que os pais tenham certeza do diagnóstico. Se o teste indicar língua presa, o freio da língua é removido. Quando a remoção acontece de forma desnecessária, a criança pode sofrer com atraso no desenvolvimento da fala.

Em alguns municípios brasileiros, o teste da linguinha já assume caráter obrigatório, como Brotas, Rio Claro e Ourinhos.

Dicas para o teste da linguinha

• O teste da linguinha pode ser realizado desde quando a criança nasce, mas o procedimento completo é aplicado com mais facilidade a partir do primeiro mês.

• O diagnóstico precisa ser feito precocemente para que a amamentação não seja substituída por mamadeira antes dos seis meses.

O bebê com língua presa pode apresentar dificuldades para ganhar peso. (Foto:Divulgação)

• Se o bebê tem língua presa, ele vai mamar com dificuldade e não ganhará peso.

• Quando a língua permanece presa, a criança aprende a falar de forma alterada e pode se tornar vítima de gozação no futuro.

• A alteração na fala também pode comprometer a vida profissional.

• O procedimento para corrigir o problema de língua presa é simples e dura apenas 5 minutos. O profissional utiliza somente tesoura e gel anestésico. Na maioria dos casos, os pontos cirúrgicos são dispensados.

• Outros estados brasileiros já estudam a proposta de tornar o teste da linguinha obrigatório.

Top