Terapias hormonais antienvelhecimento estão proibidas pelo CFM

O Conselho Federal de Medicina (CFM) determinou a proibição das terapias hormonais antienvelhecimento. A medida foi tomada porque não há evidências científicas capazes de…

O Conselho Federal de Medicina (CFM) determinou a proibição das terapias hormonais antienvelhecimento. A medida foi tomada porque não há evidências científicas capazes de comprovar os benefícios das técnicas que usam hormônios para prolongar a juventude, tais como testosterona, progesterona e corticoides.

Não há comprovações científicas de que a terapia hormonal combata o envelhecimento. (Foto:Divulgação)

Terapias hormonais contra o envelhecimento estão proibidas

A resolução que proíbe as terapias contra o envelhecimento foi publicada no Diário Oficial da União, na última sexta-feira (19). A medida diz que o consumo de hormônios só é permitido se o paciente realmente não apresentar a quantidade adequada. Se a deficiência não for comprovada e a terapia hormonal realizada, os médicos estarão sujeitos a penalidades, inclusive a cassação do registro.

Segundo o CFM, que revisou estudos a respeito do assunto, o uso de terapias a base de hormônios sem necessidade pode desencadear prejuízos para a saúde. Além do mais, as promessas de prolongar a juventude e combater os males do envelhecimento não possuem base científica.

Não há comprovações de que a terapia hormonal contribua com a prevenção de doenças crônicas, com o desempenho cognitivo ou com a melhora na qualidade de vida.

Saiba mais: Reposição hormonal: riscos

Médicos que trabalharem com terapias hormonais antienvelhecimento serão punidos. (Foto:Divulgação)

De acordo com Elisa Franco Costa, responsável por auxiliar a pesquisa do CFM, os médicos que realizam a terapia hormonal sem necessidade em seus pacientes estão vendendo uma ilusão de antienvelhecimento, que não tem resultados comprovados e pode ainda fazer mal para a saúde. Elisa ainda afirmou que, como o metabolismo se torna mais lento com o avançar da idade, a ingestão de substâncias estranhas aumenta as chances de o indivíduo adoecer.

Além da reposição hormonal sem necessidade, o CFM também vetou a prescrição de vitaminas, antioxidantes e hormônios bioidênticos que prometem combater o envelhecimento. O teste de saliva, muito usado no acompanhamento da menopausa, também foi proibido pelo conselho devido à falta de evidências científicas.

Leia Também:  Saia e top cropped dicas para usar sem erros

Demonstrando uma postura favorável à medida, a SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia) informou que a proibição das terapias hormonais desnecessárias vai proteger a população idosa de danos à saúde, incluindo desde aumento das toxinas no organismo até casos extremos de câncer.

O uso descontrolado de hormônios

Ingerir hormônios sem necessidade ameaça a saúde do idoso. (Foto:Divulgação)

Para a endocrinologista Gláucia Carneiro, o uso de hormônios está fugindo do controle e a medida pode mesmo melhorar a saúde da população. Ela afirma que, quando o organismo apresenta déficit hormonal é necessário repor, mas se os níveis estiverem normais, a terapia com hormônios pode ser muito perigosa. O uso desnecessário do hormônio do crescimento, por exemplo, aumenta as chances de câncer e diabetes.

Veja também: Terapia hormonal para homens

Top