Terapia de Reposição Hormonal: Importante com a Chegada da Menopausa

Com o passar dos anos, o corpo vai sofrendo inúmeras alterações, que precisam ser acompanhadas de perto, porque são mudanças que necessitam de supervisão,…

Por Redacao em 30/06/2011

Com o passar dos anos, o corpo vai sofrendo inúmeras alterações, que precisam ser acompanhadas de perto, porque são mudanças que necessitam de supervisão, visto que o corpo pede cuidados através desses processos de mudanças com o avanço da idade.

Sendo assim, principalmente a mulher, que quando chega na etapa da menopausa, as vezes desconhece essa nova fase, então precisa consultar um médico especialista, para fornecer-lhe as orientações básicas, que irão ajudá-la a passar por esse momento sem traumas ou sensações desagradáveis que podem ser geradas na falta de cuidados específicos como o corpo feminino.

Mas o que realmente é necessário para a mulher se sair bem e ter uma vida alegre e saudável durante a menopausa? Note agora nesse artigo algumas dicas importantes sobre como agir nessa fase que exige cuidados básicos para não causar futuros problemas e incômodos à mulher.

Primeiramente o que é preciso? Bem os médicos indicam uma terapia de reposição hormonal, que é um tratamento especifico para mulheres que estão na menopausa, uma fase que esta passa a ter uma baixa na produção de hormônios, que são os estrógenos e progesteronas, que deixam de ter eficácia na produção que era mensal através dos ovários.

Essa ausência de hormônios afeta diretamente o organismo feminino, provocando alguns problemas como o calor corporal intenso e muito desagradável, flacidez, ausência de secreções na região genital, o que causa incomodo durante as relações sexuais, mudança de humor, sintomas de depressão e ansiedade, falta de libido e sono. Esses problemas são gerados pela falta de estrógeno. Sem a produção de progesterona, o organismo passa a sofrer com náuseas, cólicas, irritação constante e retenção de líquido no corpo feminino.

Se a mulher não procura um tratamento, as consequências são de sérios riscos, pois se não houver uma reposição adequada, a tendência e sofrer com a elevação do colesterol, podendo causar problemas no sistema cardiovascular,  o que pode levar até mesmo a um  AVC ou infarto.

Para repor os hormônios sem efeitos adversos, o tratamento precisa ser realizado com os hormônios que já possui em seu corpo, isso evitara transtornos colaterais à mulher. Quais são os métodos mais indicados? Primeiro, a mulher deve conversar com o médico, porque ele é a pessoa mais indicada para verificar o que é de fato melhor para cada mulher em especifico.

Em geral, a reposição de estrógeno, é efetuada por via oral, ou pelo método de adesivo, também de gel, que é absorvido através da cútis, e spray por via nasal. O hormônio progesterona é administrado pela via oral.    

Quem pode melhor indicar o tratamento da reposição hormonal e qual o melhor método? Como já mencionado, o médico especialista, que é o ginecologista, que trata da saúde feminina.  Mas o endocrinologista, também deve e pode ser consultado, devido às dosagens, que diferem com o tempo e de acordo com o organismo.

Com isso, a mulher precisa ficar bem atenta, pois esse momento da vida exige atenção, para que não haja nenhum tipo de empecilho durante a etapa de perda hormonal. Isso não pode ser renegado a segundo plano, visto que é a saúde que está em pauta, principalmente como o avanço da idade, os cuidados necessitam ser bem mais focados e nunca negligenciados pela mulher que deseja uma vida feliz e duradora em toda a sua plenitude.

Assim, procure um médico para manter em pleno equilíbrio sua saúde.

Top