Ter pai depressivo eleva risco de filho ter problemas em seu desenvolvimento

Assim como as mães que sofrem de depressão podem influenciar negativamente o desenvolvimento dos filhos – como já notado em outros estudos – o…

Imagem: (Foto Divulgação)

Assim como as mães que sofrem de depressão podem influenciar negativamente o desenvolvimento dos filhos – como já notado em outros estudos – o pai que também apresenta as consequências da doença igualmente pode acarretar problemas comportamentais ou emocionais na criança.

As informações são de uma pesquisa conduzida pela Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, recentemente divulgada na revista Maternal and Child Health Journal. Os resultados ainda apontam que as chances são ainda maiores se o pai e mãe forem depressivos.

Para chegar nestes resultados, os autores do estudo selecionaram 7.247 famílias. Eles avaliaram peculiares como: saúde física e mental, além de idade, raça e nível de escolaridade. No total, 6% dos pais apresentaram indícios depressivos.

Foi notado que 15% das crianças cujos pais sofriam de depressão tiveram algum problema emocional ou comportamental. Essa taxa foi de 6% entre aquelas que não possuíam nem pai nem mãe com indícios depressivos; 20% entre os filhos de mães com depressão e de 25% entre filhos de pai e mãe com depressão.

“Embora já tenha sido constatado que ter pai com depressão possa acarretar maior risco de distúrbios mentais no filho, essa é a primeira vez que fazemos um estudo em larga escala. “É preocupante esse resultado mostrando que uma em cada quatro crianças com pai e mãe com depressão apresenta problemas comportamentais e emocionais”, afirma Michael Weitzman, coordenador da pesquisa.

De acordo com o especialista, esse levantamento reforça a obrigação das políticas públicas reconhecerem a influência da saúde dos pais sobre o bem-estar dos filhos.

Outros fatores

A pesquisa ainda apontou que, além da depressão sentida pelos pais, existem outros ricos que elevam as chances da criança possui distúrbios mentais como: pobreza, desemprego, pouca saúde física. Os pesquisadores, ficaram espantados ao notar como o desemprego paterno eleva drasticamente o risco da criança apresentar distúrbios mentais.

Leia Também:  Decoração com papeis de parede colorido

Top