SUS disponibiliza remédios mais eficazes para hepatite C

SUS disponibiliza remédios mais eficazes para hepatite C, que estarão disponíveis nos postos de atendimento da rede de saúde pública em todo o país,…

Por Andre em 16/06/2015

SUS disponibiliza remédios mais eficazes para hepatite C, que estarão disponíveis nos postos de atendimento da rede de saúde pública em todo o país, até o final do ano, de acordo com as informações divulgadas pelo Ministério da Saúde.

SUS disponibiliza remédios mais eficazes para hepatite C (Foto Ilustrativa)

Os novos remédios para hepatite C em questão são o Sofosbuvir, o Simeprevir e o Daclatasvir, que segundo a pasta, aumentam, significativamente, as chances de cura da doença, além de reduzir o tempo de tratamento.

Tais medicamentos já foram testados e aprovados na Europa e nos Estados Unidos, tendo ficado comprovada a eficácia do tratamento em mais de 1.000 pacientes, conforme os detalhes divulgados em um congresso de especialistas realizado na cidade de Boston, no final de 2014.

Mitos e verdades sobre hepatite C

SUS disponibiliza remédios mais eficazes para hepatite C

Uma das formas de transmissão da hepatite C é através da transfusão de sangue (Foto Ilustrativa)

Os novos remédios para tratamento da hepatite C têm taxa de cura que varia de 80% a 90%, de acordo com os dados divulgados no ano passado, bem mais que os medicamentos utilizados atualmente, cuja eficácia de cura varia de 50% a 70%.

Além disso, eles oferecem uma qualidade de tratamento melhor e menos sofrimento, já que os pacientes os utilizam, em média, durante 12 semanas, enquanto as terapias atuais têm duração de 48 semanas. Os novos medicamentos também causam menos desconforto, devido à ingestão por via oral.

Hepatite C: Sintomas, como tratar

Os novos medicamentos aumentam a chance de cura da hepatite C para até 90% (Foto Ilustrativa)

A utilização do Daclatasvir, do Sofosbuvir e do Simeprevir nas unidades de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) já foi aprovada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias. A compra dos remédios deve custar em torno de US$ 500 milhões e a distribuição aos estados começará em breve.

Segundo o Ministério da Saúde, os remédios para hepatite C poderão ser indicados tanto para pacientes diagnosticados com a doença recentemente quanto para aqueles que já passaram pelo tratamento anual, mas que não alcançaram a cura da hepatite C. No primeiro ano de uso, a estimativa é de que os remédios atendam a 15.000 pacientes.

Sobre a hepatite C

Esses remédios já foram testados e aprovados nos Estados Unidos e na Europa (Foto Ilustrativa)

A hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado. Causada pelo vírus C, sua transmissão ocorre pelo contato com o sangue contaminado ou por meio do uso de drogas injetáveis.

Cura para a hepatite C

No Brasil, existem cerca de 2 milhões de pessoas infectadas pela doença, enquanto no mundo, o número de pessoas com hepatite C chega a 170 milhões, segundo o Ministério da Saúde.

Top