Sugestões de zoológicos no exterior

Para quem gosta de ter contato com os animais e de quebra aproveitar uma bela viagem para fora do país, os zoológicos internacionais são…

Por Élida Santos em 22/02/2012

Para quem gosta de ter contato com os animais e de quebra aproveitar uma bela viagem para fora do país, os zoológicos internacionais são uma opção que faz sucesso e agrada diferentes tipos de público. O de Lisboa, em Portugal, por exemplo, possui cerca de 2 mil animais, sendo de 332 espécies diferentes (114 mamíferos, 157 aves, 56 répteis, 5 anfíbios e 1 coleção de artrópodes).

O local foi inaugurado em 1884, tendo as suas primeiras instalações no Parque de São Sebastião da Pedreira. No ano de 1894 o zoológico foi transferido para Palhavã, terreno onde hoje se situa a Fundação Calouste Gulbenkian. Anos depois, em 1905, o Jardim Zoológico passou a funcionar na Quinta das Laranjeiras, em Sete Rios, onde fica até hoje.

Mas se você quer visitar o maior parque que abriga animais que existe em todo mundo, o local correto é o zoológico localizado em Nova York, no bairro do Bronx. No espaço cerca de 4 mil bichos divide uma área que equivale ao tamanho de 18 estádios de futebol como o Maracanã. A maioria dos moradores do ambiente está ameaçado de extinção. Os gorilas e os tigres habitam uma reserva similar ao seu habitat natural, o que facilita a sua reprodução.

Para quem não quer sair da América do Sul a opção é o Zoológico de Buenos Aires, que fica nas dependências da nossa vizinha Argentina. O local ocupa 18 hectares no bairro portenho de Palermo, que fica de frente com a Praça Itália. Ao todo são mais de 89 espécies de mamíferos, 49 espécies de répteis e 175 aves, totalizando 2500 animais. O espaço é mantido por uma empresa privada desde 1991. Na ocasião a Corporación Interamericana de Entretenimento conquistou o direito de administrar o espaço por 20 anos.

Agora que você já conhece alguns dos melhores zoológicos do mundo, basta escolher qual você vai visitar. Busque uma agência de viagem com antecedência, para que a programação das suas férias seja possível. Não deixe de pegar referencias sobre o espaço. Se possível, tenha o acompanhamento de um guia, para que as espécies inusitadas não passe despercebidas. Estar próximo da natureza e dos animais é bom passeio cultural, que abrange toda a família.

Top