Sugestões de Turismo Gastronômico no Brasil

“Atenção, senhores passageiros: apertem os cintos. A nossa rota inicia-se com a entrada, passando pelo prato principal e termina com a sobremesa.” A frase…

“Atenção, senhores passageiros: apertem os cintos. A nossa rota inicia-se com a entrada, passando pelo prato principal e termina com a sobremesa.” A frase pareceu estranha e sem nexo? Pois para os adeptos do Turismo Gastronômico este roteiro faz bastante sentido. Imagine reunir, de uma só vez, a possibilidade de experimentar novos sabores e conhecer novos lugares, misturando o turismo e a gastronomia? Apesar de a prática ainda não ser tão comum no Brasil, nosso país oferece tanta diversidade quando o assunto é comida e mais ainda em relação aos destinos, que é fácil planejar uma viagem deste tipo. Veja a seguir algumas dicas para quem quer experimentar uma viagem deliciosamente culinária.

Minas Gerais: a comida mineira é uma das mais famosas do Brasil e oferece pratos únicos, como o feijão tropeiro, o frango com quiabo, o queijo e muitas variedades de linguiças. No quesito sobremesa, doces típicos, como o doce de leite, a goiabada e outras compotas. Para acompanhar, nada melhor do que provar as famosas cachaças produzidas no estado, principalmente aquelas provenientes da região de Salinas. Portanto, ao traçar a rota culinária, os destinos podem ser Diamantina, Ouro Preto, Tiradentes, Salinas, Serro, entre outras. Além dos pratos típicos, as cidades oferecem opções de passeios que contam a história do Brasil, principalmente da época colonial.

São Paulo: a colonização italiana é responsável pelo grande número de cantinas especializadas em pratos da mesma origem. Pizzas e massas são os itens mais procurados, sempre acompanhados de um bom vinho. Na cidade é possível encontrar muitos restaurantes do gênero. Recentemente, 30 deles foram destacados ao receber o selo “Ospitalitá Italiana”, que garantem um padrão de qualidade e a hospitalidade do estabelecimento. E para quem quiser variar, São Paulo oferece, ainda, outras opções gastronômicas, como o “Virado Paulista”, um prato feito conhecido por ser o prato dos tropeiros, há muitos séculos, e, ainda, as comidas vendidas no Mercado Municipal, como o famoso sanduíche de mortadela.

Bahia: Acarajé, abará, azeite de dendê, cocada, moquecas… a culinária baiana é um espetáculo à parte. Os sabores fortes e marcantes remetem ao tempo em que as receitas foram criadas, durante a época da escravidão, misturando as culturas africana e indígena. Hoje, durante uma viagem ao belo litoral da Bahia, é possível experimentar os pratos típicos à beira da praia, em frente a uma paisagem belíssima. Para quem ainda não conhece o cardápio tipicamente baiano, um alerta: as especiarias como pimenta e azeite de dendê podem ser muito fortes, vale a pena perguntar antes de comer.

Com tanta diversidade, é difícil listar todas as opções de turismo gastronômico que o Brasil oferece. No Pará, é impossível deixar de provar a culinária baseada na cultura amazônica, com receitas de peixes de água doce e outras especiarias locais. No Espírito Santo, a boa pedida é a moqueca capixaba, no Rio Grande do Sul, os churrascos lideram a culinária, e assim por diante. A partir de agora, ao planejar um roteiro de viagem, que tal pesquisar sobre a culinária antes?

Top