Sonhar ameniza lembranças dolorosas, diz pesquisa

A etapa do sono onde ocorrem os sonhos,  chamada de REM (movimento rápido dos olhos, em inglês) é importante para que o cérebro consiga…

(Imagem: Foto divulgação)

A etapa do sono onde ocorrem os sonhos,  chamada de REM (movimento rápido dos olhos, em inglês) é importante para que o cérebro consiga controlar as lembranças dolorosas, de acordo com estudiosos da Universidade da Califórnia. É nesta fase que uma alteração química no cérebro o auxilia a suavizar nossa sensação em relação as lembranças desagradáveis.

“Sabemos que durante o sono REM há uma redução acentuada nos níveis de norepinefrina, uma substância química do cérebro associada ao stress”, diz Matthew Walker, autor sênior do estudo. “Ao reprocessar experiências emocionais anteriores nesse ambiente químico cerebral com baixa norepinefrina durante o sono REM, essas experiências são atenuadas em sua força emocional. Nos sentimos melhor, sentimos que podemos lidar com essas emoções.”

A descoberta também apresenta uma esclarecimento do porque as pessoas com transtorno de TEEPT (stress pós-traumático), como os veteranos de guerra, possuem dificuldades em se recuperar das lembranças. De acordo com o estudo, essas pessoas não são favorecidas pela terapia, já que mantêm um alto nível de stress durante o flashback, o qual gera repetitivos pesadelos.

Pesquisa

Os 35 voluntários que participaram da análise foram divididos em dois grupos. Todos viram 150 representações emocionais duas vezes, com um intervalo de 12 horas, e passaram por exames de ressonância magnética. Um grupo viu as representações no início do dia e novamente no final da tarde. O outro grupo, viu as representações no final da tarde e novamente no início do dia seguinte, após uma noite completa de sono.

Aqueles que dormiram entre a observação das representações advertiram uma redução expressiva nas reações emocionais às imagens. Além disso, os exames realizados no decorrer da experimentação apontaram uma redução na reatividade da amígdala  (parte do cérebro que processa emoções), permitindo que o córtex (região racional do órgão) restaure o controle das reações emocionais dos voluntários.

Leia Também:  Calor: Porque Sentimos?

Medicamento

Segundo Matthew, ele já havia sido alertado dos possíveis efeitos do sono REM em pessoas com TEPT, quando um clínico de um hospital de ex-guerreiros nos Estados Unidos o advertiu de que um medicamento utilizado para o controle da pressão sanguínea estava prevenindo a repetição de pesadelos dos guerreiros.

A melhora ocorreu devido o medicamento ter um efeito colateral que elimina a norepinefrina no cérebro, desenvolvendo, desse modo, um cérebro mais livre de stress durante o REM, o qual diminui os pesadelos e origina uma melhor condição de sono. Isso sugere uma relação entre o TEPT e o sono REM”, diz Walker.

Top