Sonambulismo: causas e tratamentos

Não existe no mundo quem nunca tenha ouvido falar sobre o sonambulismo. Este distúrbio já foi explorado tanto pelo cinema quanto pela televisão criando…

Sonambulismo é um distúrbio do sono, com causas ainda indefinidas

Não existe no mundo quem nunca tenha ouvido falar sobre o sonambulismo. Este distúrbio já foi explorado tanto pelo cinema quanto pela televisão criando no subconsciente popular até mesmo um padrão de ação quanto a sonâmbulos, como a máxima “não se acorda um sonambulo”. Mas, por que não devemos acordar um sonambulo? Quais são as causas e os tratamentos para o sonambulismo?

Sonambulismo trata-se de um distúrbio que leva aqueles que o sofrem a até mesmo andarem durante o sono, fazendo tarefas que seriam comuns quando acordados.

Causas do sonambulismo

Em um episódio de sonambulismo a pessoa pode falar, andar e até mesmo agir como se estivesse acordada

Esse distúrbio do sono tem sido alvo de estudos há décadas, mas suas causas concretas ainda são desconhecidas.  O instituto do sono da USP, que estuda diversos distúrbios do sono, sejam eles a insônia ou o sonambulismo, aponta causas prováveis e alguns agravantes ao sonambulismo.

Entre algumas causas que podem levar a episódios de sonambulismo são estresse, privação do sono, gravidez, menstruação e medicamentos específicos, incluindo psicotrópicos.

Muitos especialistas acreditam que o sonambulismo é a conversão, no estado de vigília, um dos estágios do sono, dos movimentos que ele realizaria em seus sonhos em movimentos do corpo. O sono possui 5 estágios em que as ondas cerebrais diminuem gradativamente até atingirem um estado de relaxamento profundo, este distúrbio ocorreria antes do terceiro estágio de sono.

Incidências e tratamentos

Ainda não existe um tratamento específico, mas algumas precauções podem evitar muitos episódios de sonambulismo e gerar uma boa noite de sono.

Pelo menos 40% das crianças entre 5 a 12 anos já sofreram com algum episódio de sonambulismo, porém não apenas crianças sofrem deste distúrbio, muitos adultos chegam a apresentar episódios. Alguns elementos que podem elevar a incidência são uso de sedativos, consumo de álcool, estresse excessivo, ansiedade e febre.

Leia Também:  Como conseguir aparelho auditivo de graça

É importante tomar alguns cuidados ao constatar um episódio de sonambulismo, como retirar do caminho coisas que podem vir a machucar e não acordar um sonambulo, pois o susto pode levá-lo a um enfarte e consequentemente à morte.

Ainda não existe um tratamento específico para o sonambulismo, alguns remédios podem ser prescritos e que diminuiriam os episódios, mas é necessária a consulta com um especialista do sono. Àqueles que tiverem acesso, a USP possui um centro de estudos dos distúrbios do sono. Além da ajuda de um especialista, também é ideal que se tome precauções para que o sonambulo não se machuque durante os episódios.

O acompanhamento é essencial e cuidado nunca é demais quando se trata de um distúrbio do sono, além disso, relaxar, dormir bem e diminuir o estresse podem ajudar muito, então quando achar que as coisas estão ficando muito difíceis, que o estresse está grande demais, um chazinho de camomila, um pouco de meditação ou pequenas atitudes anti-estresse podem impedir que você saia andando pela casa durante o sono.

Top