Sol e Hidratação

Sofremos hoje em dia com a falta das estações definidas, ou seja, não é preciso que seja verão para que o sol esteja forte,…

Por Redacao em 18/08/2011

Sofremos hoje em dia com a falta das estações definidas, ou seja, não é preciso que seja verão para que o sol esteja forte, ou que seja o pico do inverno para que a umidade esteja baixa. Isso também exige maior cuidado com a pele do rosto e do corpo, uma vez que, sob os efeitos dos raios do sol, suamos mais, perdendo maior quantidade de água e a falta de umidade requer que nos hidratemos em dobro!

Para manter a saúde sempre, a alimentação rica em vitaminas e sais minerais é muito importante. É obrigatório ingerir no mínimo 1.500 ml de água e de outros líquidos todos os dias. Quando a temperatura ultrapassar os 20 graus há maior perda de água e a ingestão deve ser aumentada para 2.000 ml/dia. Tome um copo de água ao se levantar e outro ao se deitar, sentirá a diferença em pouco tempo.

A limpeza e a hidratação da pele (tanto a seca como a oleosa) são a base da rotina diária. É a forma de evitar o ressecamento e retardar o envelhecimento. O sol é fundamental para a saúde física e psicológica – todo mundo fica mais animado, alegre, e a circulação melhora. Também é importante para a absorção do cálcio e a fixação da vitamina D. Mas a exposição excessiva ao sol sem que a pele tenha recebido um filtro ou bloqueador é prejudicial.

Os raios ultravioletas do tipo A (UVA) e do tipo B (UVB) são nocivos. O primeiro, presente até às 9 horas e depois das 15 horas, interfere na produção de colágeno e elastina e ativa os radicais livres. Resultado: envelhecimento e perigo de alguns tipos de câncer. O segundo está presente (junto com A), das 9 horas às 15 horas, e atinge as camadas mais superficiais da pele, podendo causar alergia, queimaduras e também provocar câncer de pele.

Limpeza e hidratação são obrigatórias tanto na pele oleosa como na seca; a diferença é que a primeira pede produtos cujas formulações sejam restritas quanto à quantidade de óleos e álcool,  que pode provocar irritação e descamação. A pele oleosa exige um equílbrio, por isso várias lavagens com produtos adequados são necessárias diariamente. Utilizar óleos e cremes para esse tipo de pele também pode ajudar.

A pele seca admite sabonete sobre-engordurante (que acrescenta oleosidade) e tratamento com formulações cremosas, musses ou leites que contenham os chamados ativos umectantes e hidratantes. A função do umectante (glicerina, propilennoglicol, sorbitol) é ajudar a absorver a água do ambiente. O hidratante (algas, aloe vera) intervém no processo de reposição de água, umedecendo a pele.

Todas as pessoas, claras ou morenas, devem ter por habito aplicar o filtro também no corpo, agora com mais baixo que o utilizado para rosto e colo. Usar o filtro uma vez por dia não basta. A pele estará protegida por quase quatro horas; mesmo assim, ao sair da praia, ir a um bar ou lanchonete, deve-se aproveitar para lavar bem o rosto, enxugar e reaplicar o filtro.

As crianças devem receber produtos com formulações especiais (sem corantes, perfumes, conservantes), pois seu organismo reage de forma diferente dos adultos. O ideal é comprar um filtro infantil com FPS no mínimo 20.

Top