Soberano em campo, Botafogo vence o Atlético-PR e permanece entre os líderes

O Botafogo não teve dificuldades para derrotar o Atlético Paranaense por 2 a 0, no Engenhão, e chegar aos 52 pontos, permanecendo na briga…

De pênalti, Loco Abreu deixa sua marca e ajuda Botafogo a derrotar o Furacão

O Botafogo não teve dificuldades para derrotar o Atlético Paranaense por 2 a 0, no Engenhão, e chegar aos 52 pontos, permanecendo na briga direta pelo título do Brasileirão.

Com total domínio do jogo, o Fogão pressionou o Furacão e marcou o primeiro gol logo aos 14 minutos, com o zagueiro Antônio Carlos. O ritmo do jogo caiu na segunda etapa, mas o Fogão não passou sustos e definiu a partida com um gol de pênalti convertido por Loco Abreu.

Fogão arrasador

O Botafogo tomou a iniciativa da partida e partiu para cima do Atlético Paranaense desde os primeiros minutos de gol. Na ânsia de fazer o gol cedo, a equipe alvinegra criava boas chances pelos lados do campo, principalmente pelo lado direito com o meia Elkeson. Aos 11 minutos, o Fogão quase abriu o placar. Depois de bola levantada na área, Herrera aproveitou o rebote e encheu o pé para ótima defesa de Renan Rocha.

A pressão inicial do alvinegro surtiu efeito e o gol saiu aos 14. Quase do meio do campo, Renato cobrou falta na direção da área e Antônio Carlos se antecipou ao goleiro Renan para testar firme e colocar o Fogão na frente.

Nem mesmo o gol fez o Botafogo diminuir o ritmo de jogo e a equipe carioca continuava soberano em campo, sem ser ameaçado pelo frágil time do Atlético. Com Elkeson e Renato bastante participativos em campo, o alvinegro controlava o jogo no meio de campo e era mais agudo ofensivamente.

Somente no último lance da primeira etapa, o Furacão conseguiu organizar uma boa jogada de ataque. Paulo Baier arriscou chute de fora da área e a bola chegou até os pés do colombiano Morro Garcia finalizar em cima de Jefferson.

Jogo morno e Botafogo melhor

Apesar de estar na frente do placar, o Botafogo manteve a postura ofensiva no início da etapa complementar e permanecia com o controle do jogo. Aos oito minutos, faltou pouco para Loco Abreu ampliar. Herrera cruzou na medida para o atacante uruguaio cabecear forte e parar no goleiro Renan Rocha.

O ritmo da partida caiu bastante a partir dos dez minutos. Em vantagem no placar, o Fogão passou a administrar a partida, mas não agredia mais tanto ofensivamente. Por sua vez, o Furacão prosseguia sem criatividade na frente e pouco chegava à área botafoguense.

Porém, aos 33, o Botafogo ampliou de pênalti. Depois de levantamento na área, o zagueiro atleticano puxou Antônio Carlos na área e o árbitro assinalou o pênalti. Loco Abreu bateu forte, no meio do gol, e marcou o segundo dos alvinegros.

Sem correr riscos e com a fatura liquidada, o Botafogo manteve a bola nos pés até o fim do jogo e garantiu a segunda vitória consecutiva no Brasileirão.

 

Top