Sob o comando de Caio Júnior, Botafogo surpreende no Brasileirão

Pela primeira vez na era dos pontos corridos, Fogão está a apenas três pontos do líder após 23 rodadas disputadas Depois de seis meses…

Por Redacao em 12/09/2011

Caio Júnior é um dos responsáveis pela boa fase do Fogão

Pela primeira vez na era dos pontos corridos, Fogão está a apenas três pontos do líder após 23 rodadas disputadas

Depois de seis meses à frente do Botafogo, Caio Júnior consegue ver seu trabalho dar frutos. Na quarta colocação, com 40 pontos e um jogo a menos, o time da estrela solitária está vivo na luta pelo título Brasileiro graças à regularidade que apresenta na competição. Com 23 rodadas disputadas, essa é a melhor campanha do Botafogo em toda a história dos pontos corridos.

Mas até onde essa surpreendente campanha é mérito do treinador e até onde é por felicidade de um elenco que se encaixou? Apesar de comandar um grupo com jogadores experientes, de qualidade e excelentes surpresas, casos do meia Elkesson e do lateral-esquerdo Cortês, é preciso dar crédito a Caio Júnior, que soube contornar a desconfiança de todos em relação a seu time depois das eliminações no campeonato estadual e na Copa do Brasil e na base do trabalho armou uma equipe bastante competitiva.

Com um estilo ofensivo, o Botafogo tem o terceiro melhor ataque da competição, com 36 gols marcados. Com Herrera pela direita, Maicossuel pela esquerda, Elkesson vindo de trás pelo meio e Loco Abreu centralizado lá na frente, o esquema é irresistível e tem dado certo.

A virtude de Caio Júnior é que além de armar uma equipe que joga para frente e agride os adversários constantemente, consegue ter equilíbrio também lá atrás, já que a defesa do Fogão é a terceira menos vazada da competição, levou apenas 25 gols. Para isso, conta com uma ótima fase dos volantes Marcelo Mattos e Renato.

O treinador ressalta as virtudes que vê no time e no próprio trabalho. “Acredito em ideias que são modernas, presentes em grandes clubes europeus, como repetição da tática, implantação de sistema, ter jogadores de reposição e o trabalho de vídeos. O resultado que tenho notado no aspecto tático é impressionante, mérito de toda a comissão técnica. Com relação aos jogadores, eles sabem o que têm que fazer em campo. Estamos no caminho certo. Voltei em uma condição melhor e podendo render mais no Botafogo”, declarou ele ao site oficial do clube.

Além da parte tática, um dos pontos altos do trabalho do treinador está ligado ao aspecto psicológico. Ao contrário do que acontecia em outras temporadas, o Botafogo parece que assumiu de vez o Engenhão como sua casa. Neste Brasileirão, atuou dez vezes no estádio, alcançando nove vitórias e um empate, aproveitamento de 93%. Vale destacar que ainda como mandante o Botafogo perdeu para o Corinthians por 2 a 0, mas a partida foi realizada no estádio de São Januário.

Top