Sites se manifestam contra lei antipirataria nos EUA

Mais de dez mil sites se reuniram hoje (18) para uma manifestação virtual contra uma norma do Congresso dos EUA que busca combater a…

Imagem: (Foto Divulgação)

Mais de dez mil sites se reuniram hoje (18) para uma manifestação virtual contra uma norma do Congresso dos EUA que busca combater a pirataria online.

A reivindicação, formada por meio da página ‘www.sopastrike.com’ e que começou pouco depois da meia-noite, conta com a participação de companhias como Wikipedia, Google, Reddit, Mozilla e WordPress, segundo os ativistas.

A ação, que abrange a desativação de determinados sites durante 24 horas, é um projeto da entidade filantrópica Fight for the Future, que busca barrar o projeto de lei popular pela sigla ‘SOPA’ (Stop Online Piracy Act), na Câmara de Representantes, e ‘PIPA’ (PROTECT IP Act), no Senado.

Ao entrar na versão em inglês da Wikipedia, por exemplo, o internauta se depara com uma frase em letras brancas em um fundo escuro que diz: ”Imaginem um mundo sem conhecimento gratuito… Atualmente, o Congresso dos EUA está considerando uma legislação que pode prejudicar gravemente a internet gratuita e aberta”.

O Google, por sua vez, divulgou a seguinte frase em sua versão em inglês: ” Diga ao Congresso que não censure a internet”.

Tiffany Cheng, co-fundadora do Fight for the Future, afirmou na noite passada que se trata de uma “luta pela liberdade de expressão”.

“O protesto contra o SOPA é o maior protesto online jamais organizado. Várias centenas de milhões de pessoas verão mensagens sobre o risco de censurar a internet, e isso é algo sem precedentes”, disse Cheng.

Os alvos são as duas versões do projeto de lei que possui a finalidade de combater a pirataria online de filmes, músicas, vídeos e outros conteúdos protegidos por direitos de propriedade intelectual.

O projeto ‘PIPA’ será submetido a discussão e votação no Senado a partir de 24 deste mês, enquanto ‘SOPA’ enfrentará votação preliminar no Comitê Judicial da Câmara de Representantes em fevereiro.

Leia Também:  Saiba como receber o IVA das compras

O principal promotor da ação na Câmara e presidente do comitê, republicano Lamar Smith, disse que ‘SOPA’ busca proteger consumidores, interesses e serviços “de ladrões estrangeiros que roubam propriedade intelectual dos EUA”.

O projeto de lei conta com uma ampla contribuição do setor de entretenimento – como Hollywood -, de empresas farmacêuticas e divulgações, enquanto as companhias do Vale do Silício a censuram severamente.

A Casa Branca é contra a medida em seu projeto atual, por entender que este poderia provocar processos contra companhias cibernéticas e comprometer negócios autênticos, além de derrubar o direito à liberdade de expressão.

Espera-se que os legisladores alterem alguns artigos da medida tanto no projeto da Câmara como no do Senado, principalmente devido à reivindicação de que os provedores de internet bloqueiem a promoção a sites adventícios que violarem os direitos de propriedade intelectual.

Top