Síndrome do Casal Perfeito, o Que é?

Muitas pessoas sonham em viver um relacionamento. Há quem viva na esperança de encontrar alguém: namorar, noivar e casar. Tudo bem, este é o…

Muitas pessoas sonham em viver um relacionamento. Há quem viva na esperança de encontrar alguém: namorar, noivar e casar. Tudo bem, este é o caminho considerado normal para muitos afinal ninguém quer viver sozinho e deseja ter a sua cara metade, mas há quem pareça querer mais. E quando conhece alguém espera que ela seja sua cara metade e também ser a cara metade dela. E é justamente aí que vem a tal da síndrome do casal perfeito.

E viveram felizes para sempre?

Acredite, essa síndrome existe. Ela acontece porque nossa cultura parece valorizar o velho “casaram-se e viveram felizes para sempre”, final clichê dos contos de fadas mas muito levado a sério na vida real. Nesta síndrome há um esforço para ser a metade em todos os sentidos: um casal que não briga, não discute, não se aborrece e que busca ter somente momentos felizes e nenhuma discordância ou algo destoante do bem estar ou do mar de rosas.

O problema? O problema é que a vida não é um mar de rosas. Uma vida a dois exige discordâncias e percalços. Em um relacionamento não existe perfeição por mais que o cotidiano a dois possa ser bom. Inevitavelmente acontecerão desavenças, haverão diferenças e se todas elas forem empurradas para debaixo do tapete, em algum momento as coisas estarão além do limite suportável.

Um casamento não é um castelo intocável.

Seja para provar algo a si mesmo ou para aparentar algo aos olhos dos outros, a verdade é que nenhum relacionamento é feito somente de bons momentos. Brigas, desavenças, discussões, pequenas rusgas… tudo isso faz parte do pacote. É preciso argumentar, é preciso saber ouvir e acima de tudo conviver. Um casamento é um jogo de convivência porque viver ao lado de uma pessoa, por mais que haja amor, é uma experiência e tanto.

Leia Também:  Novela Rebelde Record R7

Não se trata apenas daquela cerimônia toda onde se gasta rios de dinheiro em uma igreja, festa e vestido de noiva, não é somente um documento assinado em cartório. Ele não termina quando acabam as festas e as fotos. Um casamento não é somente aquilo que é bonito e desejamos compartilhar à imagem e semelhança de um comercial de margarina. A vida não é um conto de fadas onde o outro irá preenche-lo completamente. A outra pessoa não tem de ser o provedor de todos os seus desejos e um amor de verdade aceita que o companheiro ou companheira não tenha de ser perfeito ou tenha a resposta para tudo.

Não existe perfeição absoluta


Para que um relacionamento amadureça e evolua é preciso que os conflitos aconteçam e sejam resolvidos sem que sejam adiados para uma data que nunca será marcada. Adiá-los indefinidamente faz apenas com que possam se tornar uma bola de neve e assumam a dimensão de insolúveis. Desavenças e discordâncias não são sinais de fracasso porque a verdadeira prova de fogo na vida em casal é conciliar tudo isso. O casamento que dá certo é aquele onde o amor e o relacionamento sobrevive aos percalços. Pense nisso: se a relação vale a pena, cuide dela com cuidado.

Top