Sinais de problemas cardíacos

O índice de mortes por problemas cardíacos é um dos maiores. Além da gravidade do problema, esse dado assustador pode ser o resultado de…

O índice de mortes por problemas cardíacos é um dos maiores. Além da gravidade do problema, esse dado assustador pode ser o resultado de outros fatores, como a demora da população em perceber determinados sinais e procurar por auxílio médico.

Confira alguns sinais que podem indicar a necessidade de visita ao médico. (Foto: divulgação)

A famosa pontada no peito não é o primeiro sintoma que aparece, sendo precedido por outros sinais bem mais discretos e não tão óbvios, que podem variar de uma pessoa para outra. Fique por dentro do assunto e conheça os sinais de problemas cardíacos.

Conheça as vitaminas que ajudam a prevenir problemas cardíacos.

1. Desconforto no peito

Apesar da dor no peito ser o sintoma clássico de problemas cardíacos, uma boa parte dos casos de infarto agudo do miocárdio não cursa com dor. Quando esse sintoma está presente, a dor geralmente é localizada na região esquerda do peito e é forma de aperto, referida como “um elefante sentado no peito”. Pacientes do sexo feminino podem referir apenas sensação de queimação e mal estar.

2. Ansiedade e palpitação

Apesar de ser um sintoma bastante subjetivo, a queixa de ansiedade intensa, com sensação de morte eminente, acompanhada ou não de palpitação e referida como “batedeira no coração”, pode ser o sinal de algum problema cardíaco.

Saiba identificar os sinais de um ataque cardíaco.

3. Tosse persistente

Tosse persistente, sem causa aparente e que geralmente piora com o decúbito, pode indicar que o coração não está funcionando adequadamente, sendo incapaz de ejetar o sangue com eficiência nas artérias, o que resulta em acúmulo de líquido nos pulmões.

A dor no peito não costuma ser o primeiro sinal de doença cardíaca. (Foto: divulgação)

4. Fadiga

O cansaço é um sinal muito comum de problemas cardíacos, especialmente entre as mulheres. Com frequência o indivíduo se queixa de diminuição da disposição para tarefas cotidianas e se sente incapacitado.

Leia Também:  Shampoo para usar depois da piscina

Confira porquê crianças obesas possuem maior chance de desenvolverem problemas cardíacos.

5. Pulso irregular

Uma mudança eventual na velocidade e intensidade do pulso é normal, entretanto, quando ele se torna descompassado e principalmente quando acompanha outros sintomas como tontura, pode ser sinal de problemas como arritmias cardíacas.

6. Dispneia

A dispneia pode indicar problemas cardíacos, caso seja descartado doenças pulmonares. Essa queixa se torna ainda mais sugestiva quando é acompanhada por outros sintomas, como desconforto precordial, sudorese fria e palpitação.

7. Inchaço de membros inferiores

Ficar com as pernas edemaciadas ao final de um dia trabalhando em pé, especialmente nos casos em que o edema é simétrico em ambos os lados e ocorre em indivíduos hipertensos ou portadores de dislipidemia, pode ser um sinal de que o coração está tendo dificuldade para bombear o sangue, fazendo com que se acumulem fluidos nos membros.

Entenda porquê a incidência de problemas cardíacos aumenta no inverno.

A tosse persistente, sem motivo aparente, pode indicar problema cardíaco. (Foto: divulgação)

Existem vários sinais que alertam para possíveis problemas cardíacos, entretanto, por serem dificilmente percebidos, a recomendação é que todos os indivíduos do grupo de risco, ou seja, idosos, obesos, fumantes, diabéticos ou com problemas cardíacos na família, procurem auxílio médico rotineiramente e se submetam a exames para avaliação da saúde.

Top