Silvio Berlusconi confirma ter aceitado renunciar ao cargo após aprovar reformas

De acordo com Giorgio Napolitano, presidente da Itália, o premiê Sílvio Berlusconi aceitou renunciar ao seu cargo, assim que conseguir aprovar as medidas referentes…

De acordo com Giorgio Napolitano, presidente da Itália, o premiê Sílvio Berlusconi aceitou renunciar ao seu cargo, assim que conseguir aprovar as medidas referentes a economia, que estão sendo exigidas pela União Européia. A intenção foi confirmada pelo próprio Berlusconi horas após o comunicado do presidente.

Esse anúncio foi feito, nesta terça-feira (8), após encontro entre os dois políticos, poucas horas depois que Berlusconi, de centro-direita, perdeu a maioria absoluta que tinha na Câmara de Deputados. Isso fez com que a oposição ganhasse força e pedisse com mais insistência por sua saída do poder. Com isso, a maior preocupação do premiê é conquistar a aprovação no Parlamento do orçamento de 2012, elaborada sob observações da Comissão Europeia, em uma tentativa de obter estabilidade econômica para o país e não estender sua crise na Zona do Euro.

A pressão e os boatos a respeito da saída do premiê do governo ganharam força desde a semana passada, alimentada por diversos escândalos sexuais e de corrupção, que afetaram sua credibilidade e, também, à crise econômica. Até segunda-feira, ele vinha alegando ter força suficiente para manter-se no poder, porém a situação parece ter se invertido.

Agora, se a renúncia se concretizar, caberá ao presidente Giorgio Napolitano optar pela convocação de eleições antecipadas ou nomeação de um novo governo técnico. O certo é que a decisão deve ser tomada rapidamente, para que a instabilidade não agrave, ainda mais, a crise vivida pelos países da Zona do Euro. A Itália pode não conseguir arcar com o pagamento de suas dívidas, que chegam a US$ 2,6 trilhões e possa precisar de ajuda internacional, quebrando a Eurozona e influenciando de forma fatal a economia mundial.

Top