Shakes emagrecedores: como usar

As pessoas vivem buscando o corpo perfeito, por isso elas enfrentam dietas rigorosas e intensificam a prática de exercícios físicos. No entanto, é importante…

Por Isabella Moretti em 26/12/2012

As pessoas vivem buscando o corpo perfeito, por isso elas enfrentam dietas rigorosas e intensificam a prática de exercícios físicos. No entanto, é importante tomar muito cuidado com os produtos emagrecedores que são ingeridos e com as renúncias alimentares que são feitas no cardápio diário.

O shake não deve substituir refeições importantes. (Foto:Divulgação)

Nos últimos tempos, os shakes emagrecedores se transformaram em uma verdadeira febre entre as pessoas que desejam perder peso. Estes produtos populares são aliados das dietas emergenciais e, muitas vezes, acabam substituindo refeições importantes.

Apesar de contribuir com a redução de medidas corporais, nem sempre o shake faz bem para a saúde. A bebida não é suficiente para manter o equilíbrio nutricional do organismo, por isso ela não pode ser usada para substituir as principais refeições do dia.

Saiba mais: Emagrecer com Shake

Shakes não são nutritivos

Uma avaliação realizada pela Proteste mostrou que os shakes emagrecedores não são tão nutritivos como parecem. Após a analisar as fórmulas dos produtos das marcas Bio Slim, Diet Shake, Diet Way, Herbalife e In Natura, os especialistas descobriram que nenhum dos shakes tinha equilíbrio nutricional suficiente.

Os principais shakes não possuem equilíbrio nutricional. (Foto: Divulgação)

Como usar shakes para emagrecer?

Antes de incluir um shake na dieta, é importante verificar se a bebida possui registro na Anvisa, pois nem sempre a sua fórmula é aprovada. Também vale a pena tomar cuidado com as promessas estampadas nas embalagens, afinal, os produtos que prometem o corpo perfeito em pouco tempo podem representar perigo para uma vida saudável.

Depois de se certificar de que o shake tem qualidade, a pessoa deve consumir a bebida de forma correta. O ideal não é substituir as refeições todos os dias, pelo contrário, a ingestão da bebida menos calórica deve acontecer no máximo quatro vezes por semana e ser um tipo de complemento na nutrição.

Antes de começar a consumir um shake emagrecedor, a pessoa deve consultar um nutricionista e estudar a melhor forma de perder peso com a ajuda da bebida. É importante que o cardápio alimentar apresente variedade de alimentos para que haja um equilíbrio nutricional.

Perigos dos shakes emagrecedores

Os shakes caseiros são mais saudáveis. (Foto;Divulgação)

O uso contínuo de shakes oferece diferentes males à saúde devido ao desequilíbrio nas quantidades de nutrientes. A dieta defasada pode levar a desnutrição, osteoporose, problemas hepáticos e até mesmo alguns tipos de câncer.

O perigo de consumir shakes industrializados mora na grande quantidade de proteínas. O alto teor do nutriente tem a função de acelerar a perda de peso, mas o excesso também compromete o metabolismo e sobrecarrega as funções do corpo, como a renal.

Os nutricionistas garantem que os shakes caseiros são mais saudáveis do que os industrializados e atuam como complemento no cardápio. Eles são livres de componentes químicos, mas nem por isso substituem o almoço ou o jantar.

Veja também: Como tomar shakes sem prejudicar a saúde

Top