Sexo na gestação: traz benefício ou é prejudicial?

Sexo durante a gestação: traz benefício ou é prejudicial? Muitas mulheres durante a gestação possuem muitas dúvidas, algumas delas incluem: seria possível continuar a realizar…

Sexo durante a gestação: traz benefício ou é prejudicial?

Muitas mulheres durante a gestação possuem muitas dúvidas, algumas delas incluem: seria possível continuar a realizar sexo durante a gravidez? Se eu fizer, posso trazer riscos ao bebê? A relação sexual machuca o bebê? Em resumo, todos os questionamentos resultam em apenas um só: fazer sexo durante a gravidez faz bem ou faz mal?

Especialistas afirmam que mais da metade dos casais de “primeira viagem” ao irem às consultas para a realização do pré-natal, questionam quanto à realização do sexo durante a gravidez.  Esse número chega ao dobro, isto é, quase 100% dos casais, quando se deparam com futuros pais que já tiveram casos de abortos prévios, assim como aqueles que já tiveram gravidez de risco.

Diferente do que muita gente pensa, o sexo durante a gravidez é algo benéfico. Ginecologistas obstétras de um modo geral, afirmam que o sexo é bom para o casal em questão. Esses afirmam também, que qualquer casal pode realizar a atividade sexual durante qualquer mês da gestação; a única restrição é dada para àquelas que possuem uma gravidez de risco e/ou que já apresentou alguma intercorrência durante a mesma.

O sexo durante a gestação é seguro! Os riscos aparecem quando a gestante possui sangramento, principalmente nos primeiros três meses de gestação, quando há ameaça de aborto ou de parto prematuro. Nos casos citados anteriormente, a abstinência sexual é a melhor opção, porém, não durante toda a gestação, é pode ser avaliado por um especialista. Sempre procure lembrar que a  pessoa mais indicada para avaliar cada caso é o médico que acompanha a gestante.

Mas e o bebê? O que ele sente? Eu posso machucá-lo?

Para o bebê, a realização do sexo não traz nem consequências boas, nem ruins. O que é importante nessa fase é saber como a saúde da mãe está e se a realização da atividade sexual está trazendo benefícios para a mesma. O que realmente é visto durante a realização do sexo, é a relação do casal, que mantém- se igual ou até mesmo pode melhorar. Porém, não há uma regra definida. Há casais que não realizam sexo durante a gestação. Assim, o que é mais válido, é que haja uma conversa entre o casal, chegando em um consenso, o que resultará em uma gestação tranquila e saudável.

Continuar Lendo  Como se adaptar ao novo emprego

Em condições normais o sexo não machuca o bebê, pois o mesmo se encontra protegido pelo útero. A partir do sexto mês de gestação, o bebê começa a perceber e interagir com os estímulos externos, porém, durante o sexo, o que ele percebe são apenas os movimentos mecânicos comparados aos movimentos de uma caminhada ou movimentos do dia-dia, realizados pela mãe.

Mas qual a melhor posição?

Conforme a evolução da gravidez, as posições devem mudar, de acordo com o bom senso do casal e visando sempre o melhor para gestante. Opte sempre por posições que não causem compressão sobre o bebê, assim como não sobrecarregue a coluna da mulher. Algumas dicas de posições são:

  • A mulher deitada de lado com o homem atrás;
  • A gestante sentada sobre o parceiro, pois a mesma possui mais controle sobre o ato;
  • Papai e mamãe adaptado. O homem deve manter a coluna mais elevada, sem que ocorra a compressão do abdômen da gestante.

Siga algumas das dicas que foram dadas e, o mais importante, converse com seu marido a respeito das mudanças., visando a harmonia.

Top