Sensibilidade nos dentes, causas e cuidados

Comer, mais que um ato instintivo, pode se transformar em uma experiência muito prazeirosa. Sim, ninguém come apenas porque precisa sobreviver, mas também porque…

Comer, mais que um ato instintivo, pode se transformar em uma experiência muito prazeirosa. Sim, ninguém come apenas porque precisa sobreviver, mas também porque isso dá prazer. No entanto, há algo nesse processo que é muito importante e que poucos de nós, pelo ritmo agitado que a vida moderna impõe que é a mastigação. Sim, esse quesito é muito importante, pois é no mastigar lentamente e durante muitas vezes, que é possível saborear o alimento, sentir se está temperada demais ou não ou se está no ponto certo. Nesse ritual, um aliado é essencial: os dentes. Por isso, quanto mais os dentes estiverem cuidados, mais aproveitável será a experiência de “curtir” uma comida bem feita.

Nesse processo de curtição do alimento, nem sempre os dentes estão cem por cento. Há dentes cariados e outros que apresentam uma sensibilidade muito grande. Essa situação de dentes muitos sensíveis é mais comum do que se pensa. Por que será que é tão comum assim? Um dos fatores que contribuem nisso é a maneira como se escova os dentes. Infelizmente a maioria das pessoas se habitou a escovar os dentes com força, como se a força que se põe na mão que segura a escova seria determinante para eliminar toda a sujeira dos dentes, o que não corresponde com a realidade, ou seja, a boa escovação está em passar a escova com cuidado até para poder limpar aqueles cantos do dente que com o uso da força passam desapercebidos. Outro fator que atrapalha muito é o consumo exagerado de comidas e bebidas ácidas ou então quando se consome comidas e bebidas muito geladas ou muito quentes.

Leia Também:  Red Hot Chili Peppers Homenageia filho de Cissa Guimarães

Sim, ok, então já sabemos que a má escovação e o consumo de comidas e bebidas ácidas contribuem para que haja dentes sensíveis, mas o que é, de fato, um dente sensível? Ela é decorrente de uma irritação dos nervos do dente e se manifesta com dores intensas e repentinas em um ou mais dentes. É bom lembrar que esses problemas de má escovação e de alimentação inadequada não é coisa de países subdesenvolvidos, para se ter uma idéia, nos Estados Unidos, esse problema afeta cerca de 40 milhões de norte-americanos.

Esse nervo fica irritado porque a camada protetora do esmalte é corroída e em muitos casos, a gengiva chega a recuar, deixando exposto a dentina, um tecido muito sensível do dente e que está ligada diretamente com os nervos.

Todo cuidado é pouco

Infelizmente muitos de nós somente lembra da importância dos dentes quando eles começam a doer. No entanto, nesse caso, especificamente, o que fazer então? É caso perdido? Como esse problema de dentes sensíveis é muito mais comum do que se imagina, já existem pastas de dente para aqueles que apresentam esse problema. Outra dica importante é que se não consegue mudar o hábito infeliz de escovar os dentes com pressa e, consequentemente, com muita força, resta a alternativa de, pelo menos, usar  escovas de cerdas macias, que pelo menos atenua o estrago. Além disso, é fundamental que se tenha uma boa higiene bucal, ou seja, usar fio dental e escovar os dentes, pelo menos, duas vezes por dia e, é claro, sempre que puder evitar alimentos e bebidas ácidas.

Tomadas essas medidas, certamente isso fará a diferença na hora sagrada de se alimentar. Com certeza, a qualidade e o prazer se tornará uma experiência única.

Leia Também:  Academias Femininas em SP

Top