Sem Salto, mas Sempre no Alto

Se tem um calçado que é a coisa mais confortável do mundo, é a sapatilha. Acredite, não precisamos estar há metros de altura em um sapato de salto para nos sentirmos poderosas,  elegantes e sensuais.

As sapatilhas foram usadas por muitas mulheres consideradas símbolos sexuais, como Brigitte Bardot, por exemplo. A musa era adepta do sapato baixo, minha gente!

As sapatilhas que conhecemos e adoramos hoje, pertenceram ao figurino das bailarinas clássicas, as famosas sapatilhas de ponta. Também foram vistas nos pés da rainha Catarina de Médici, na França do século XVI. Esta rainha pediu ao sapateiro que seus sapatos de casamento teriam um salto de 2 cm, e ele o fez. Conclusão, todas quiseram copiá-la.

O cinema fez a sapatilha se popularizar quando, nos filmes A Princesa e o Plebeu, Sabrina e Cinderela em Paris, Audrey Hepburn fez o uso do calçado. Neste último filme, a atriz ousou ao usá-las com um vestido de gala. Belíssima, a atriz provou que não precisamos depender do salto alto para brilharmos. Muito digno!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas a francesa Brigitte Bardot também fez bonito. Bailarina clássica durante 12 anos, ela fez um pedido direto à Rose Repetto, a responsável pela marca que vende produtos de ballet Repetto, para que desenvolvessem uma sapatilha que ela pudesse usar o tempo todo. A marca criou um modelo de sapatilha especificamente para Brigitte, em 1956, chamado Cendrillon, e ela usou em uma cena do filme E Deus criou a Mulher dançando mambo. Brigitte não tirou a sapatilha nem para o tapete vermelho do Festival de Cannes.

As sapatilhas da Repetto são referências para as mulheres e estão na ativa desde 1947. Quando foi criada, a marca tinha por objetivo inicial a fabricação de acessórios e calçados para os bailarinos, unicamente. Esta “parceria” com a atriz francesa fez a empresa tomar um novo rumo e decolar para os pés das mulheres do mundo todo. A marca também contou com os dedos de vários estilistas conceituados, como Issei Miyake, Yoji Yamamoto, Comme des Garçons. Tudo com muito bom gosto.

Aqui no Brasil, as sapatilhas da Melissa fazem as mulheres se esquecerem do limite do cartão de crédito. São todas maravilhosas e super divertidas. Renovam qualquer look mais caretinha.

Grandes marcas como Arezzo, Corello, Shoestock e várias outras, apostam no calçado baixo em todas as coleções. Algumas delas desenvolveram mini-sapatilhas para as filhas, um novo público-alvo que foi certeiro. Essa estratégia é ótima, pois quando a mãe vai até à loja comprar um sapato e vê a sapatilha infantil, acaba comprando para a sua filha. Tem sapatilha infantil do mesmo modelo da adulta. É uma fofura.

Não poderia deixar de falar da volta da sapatilha de balé que Amy Winehouse usava. Esse modelo virou tendência no mundo todo.

A sapatilha, como vocês podem ver, cabe a qualquer ocasião e com vários looks diferentes.Vestidos, saias, shorts, calças jeans e alfaiataria, no trabalho, na balada, no lazer, tudo pode com esse sapatinho baixo.

Repetto: http://www.repetto.com/

Melissa: http://www.melissa.com.br/

Arezzo: http://www.arezzo.com.br/

Corello: http://www.corello.com.br/

Shoestock: http://www.corello.com.br/

Reply