Segredo da Vida Longa - Dieta Mediterrânea

Segredo da Vida Longa – Dieta Mediterrânea

Segredo da vida longa – dieta mediterrânea: No mundo ocidental, a Dieta Mediterrânea apenas ficou conhecida nos anos 50, mas ganhou muitos adeptos. O…

Por Editorial MDT em 05/10/2015

Segredo da vida longa – dieta mediterrânea: No mundo ocidental, a Dieta Mediterrânea apenas ficou conhecida nos anos 50, mas ganhou muitos adeptos. O fato é que ela está mais para um estilo de vida do que para um regime por assim dizer. A prática prega uma alimentação saudável e exercícios diários. Surgida nos países do Sul da Europa e Norte da África, é o segredo da longevidade dos italianos e franceses.

Segredo da Vida Longa - Dieta Mediterrânea (Foto Ilustrativa)

Segredo da Vida Longa – Dieta Mediterrânea

O fato é que essa dieta foge completamente do padrão de vida americano, é considerado o segredo da vida longa – dieta mediterrânea, que se baseia em uma alimentação rica em carnes, leite, gorduras. A Mediterrânea adota como base as frutas, além de cereais, vegetais e azeite de oliva.

Leia mais informações sobre: DIETA MEDITERRÂNEA FAZ BEM PARA O CORAÇÃO

Objetivo do dieta

A ideia é consumir menos gordura animal e alimentos quimicamente modificados e enriquecer a mesa com alimentos ricos em fibras e pobre em açúcares e gorduras. Cerca de 60% do cardápio é composto por cereais; 25% por gordura de origem vegetal, como o azeite de oliva; e apenas 5% por carne.

Dieta prioriza alimentos frescos (Foto Ilustrativa)

De acordo com os especialistas, a Dieta Mediterrânea ajuda a combater desequilíbrios hormonais, arritmia cardíaca e a formação de placas de colesterol. Por ser rica em fibras, também inibe o surgimento de tumores de boca, estômago, esôfago, cólon e reto.

Substituição do cardápio

Para aderir à Dieta Mediterrânea, basta substituir o pão, a carne vermelha e o leite de vaca por outras fontes de energia, tais como:

Frutas e legumes podem ser comidos à vontade (Foto Ilustrativa)

– Cereais (soja, ervilha, lentilha, trigo integral);
– Macarrão al dente (quanto mais cozida a massa, mais oleosa se torna);
– Carne de ave sem pele;
– Peixes ricos em ômega 3 (sardinha, arenque, atum e salmão)
– Azeite de oliva extra virgem;
– Legumes;
– Frutas;
– Leite de soja e sucos de frutas.

Leia mais informações sobre: DIETA MEDITERRÂNEA – VÍDEO DO GLOBO REPÓRTER

Líquidos

Beber uma taça de vinho durante o almoço ou o jantar também é aconselhável. Quando consumido junto com a comida, o vinho ajuda a eliminar os radicais livres e desentope as artérias. Quando consumida em jejum, a bebida apenas inebria e não traz efeitos benéficos, apontam os entendidos.

Para acompanhar o almoço, que tal uma taça de vinho? (Foto Ilustrativa)

Na hora do lanche, pode-se optar por uma fruta e uma porção de nozes, castanhas de caju ou castanhas do Pará, já que, segundo os seguidores da dieta, esses alimentos são ricos em fibras e por isso estimulam a eliminação do colesterol nas fezes. Confira mais dicas sobre essa dieta aqui no Mundo das Tribos!

Top