Saúde bucal de idosos: cuidados

A boca mostra como vai a saúde de um modo geral independente da idade. Ter bons dentes deixa a pessoa esteticamente mais agradável, porém…

A prevenção é o melhor caminho (Foto: Divulgação)

A boca mostra como vai a saúde de um modo geral independente da idade. Ter bons dentes deixa a pessoa esteticamente mais agradável, porém não é só isso. Quem não cuida dessa parte do corpo pode ter mau hálito e até problemas estomacais. Com o envelhecimento algumas mudanças acontecem em um âmbito geral, inclusive na boca. Mas isso não quer dizer que os idosos necessariamente perdem os dentes e adotam dentaduras. No entanto, quem sempre cuidou da higiene bucal e fez os checapes com o dentista certamente não precisará desse item. Se você cuida de uma pessoa idosa, ou simplesmente quer saber os problemas que afetam a área da boca desse público, veja abaixo algumas situações:

Boca seca: Alguns idosos se queixam de sempre estar com a boca sem saliva, seca. Hoje sabe-se que esse problema tem muito mais a ver com o uso de medicamentos para o tratamento de doenças crônicas do que com a chegada da terceira idade. Cada pessoa deve ser analisada por um dentista para saber a causa real da falta de saliva na boca. Você pode incentivá-lo a beber bastante água e manter-se hidrato. Isso ajuda nesses casos.

Mau hálito é um dos problemas que atingem os idosos (Foto: Divulgação)

Mau hálito: A diminuição de saliva pode causar o mau hálito, porém esse problema pode ir além da boca, sendo um reflexo de doenças estomacais. A falta de escovação dos dentes e poucos cuidados com a língua também podem causar o odor forte na boca. Se o idoso usar prótese cuide da higienização do item. O mesmo vale para a boca. Escovar os dentes diariamente, após as principais refeições deve ser um hábito cultivado ao longo da vida.

Leia Também:  Como aumentar a disposição durante a gravidez: dicas

Cáries: Esse mal atinge não só as pessoas com mais idade, como também jovens, crianças e adolescentes. A prevenção é o melhor caminho, porém, depois que a doença aparece o único meio de tratá-lo é uma ida ao dentista. No caso dos idosos é comum caries próximas da gengiva, já que essa parte da boca sofre uma retração.

Doenças da gengiva: O último tema que vamos abordar é recorrente. A Gengivite e periodontite são as doenças mais comuns nessa parte do corpo. O problema é relacionado à inflamação e infecção dos tecidos que sustentam os dentes. Mobilidade dentária, como por exemplo, amolecimento dos dentes, além de mau hálito e dores ao mastigar são indícios dessas doenças. Ao perceber esses sintomas, procure um dentista.

Top