Sandy Faz Gravação para seu Novo DVD Solo

Desde criança, Sandy mostrou-se uma grande cantora, ao lado do seu irmão Junior. Quem não se lembra dos dois ainda pequeninos cantando Maria Chiquinha,…

Desde criança, Sandy mostrou-se uma grande cantora, ao lado do seu irmão Junior. Quem não se lembra dos dois ainda pequeninos cantando Maria Chiquinha, sucesso que fora da época da sua avó? Pois é, o tempo foi passando e vários boatos de que a dupla acabaria com a passagem para a adolescência, mas eles continuaram firmes e fortes, com sucessos cada vez maiores. Mesmo sendo filhos de um dos maiores astros da música sertaneja, Xororó, seguiram uma carreira totalmente independente do pai.

Eles mudaram suas atitudes e as suas roupas, porém, a essência era a mesma: muita humildade, dedicação e talento. Muitos sucessos guiaram a carreira desses irmãos dedicados inteiramente à música e eles tiveram o que mereceram: o carinho insaciável do seu público, que cresceu com eles.

Porém, como todo sonho acaba, no dia 17 de abril de 2007, a dupla anunciou a sua separação, após 17 anos de carreira juntos e 15 milhões de discos vendidos em todo o Brasil. Cada um foi realizar os seus sonhos, Sandy se casou e Junior formou uma banda de rock, sendo baterista, já que ele, além de ótimo cantor, é também muito bom instrumentista.

Em 17 de abril de 2010, Sandy lançou o seu primeiro CD, Manuscrito, com 13 faixas compostas por ela. Essas músicas mostram o amadurecimento e a melancolia da cantora, que se mostrou uma ótima escritora.

No último dia 20, a cantora se apresentou no Teatro Bradesco para gravar o seu novo DVD solo, que contou com as presenças de amigos como Lenine, Seu Jorge e a cantora britânica Nerina Pallot. Para completar a emoção dos fãs, ao final do show, seu irmão e companheiro de luta por tantos anos, Junior, apareceu para cumprimentar a plateia. Na verdade, ele foi o diretor do show. Lucas Lima, marido de Sandy, foi o produtor. Por isso, tudo foi perfeito.

Leia Também:  Novo álbum de Seu Jorge “Músicas para Churrasco”

Foram colocados à venda 1.500 ingressos, que se esgotaram em apenas 24 horas. Portanto, a casa estava lotada de gente ansiosa para ver como amadureceu a sua estrela de tantos anos. Mesmo com o atraso de 1 hora da cantora, o público não se importou e a recepcionou com muitos gritos, aplausos e calor.

A primeira música foi Pés Cansados, do seu CD solo. A apresentação no palco foi jovial e pura, com duas penteadeiras projetando o clipe. Em seguida, foram as vezes de Dedilhada, Ele/Ela e Perdida e Salva, também do seu novo trabalho. As duas últimas músicas tiveram o acompanhamento da orquestra de cordas, que deixou a voz de Sandy, que é linda, ainda mais profunda.

Sandy, emocionada, agradeceu sinceramente o apoio de seus fãs e anunciou que começaria a cantar as músicas que ela costuma cantar no chuveiro. Então, cantou Beija Eu, de Marisa Monte e Put your Record On, da inglesa Corinne Bailey Rae.

O público teve uma surpresa na próxima canção, Tão Comum, do CD solo, com a presença de Seu Jorge, que deu uma textura mais funk à música, que se tornou mais animada. A platéia pulou de alegria nesse momento especial.

Em seguida, Sandy cantou Hoje eu quero sair só, de Lenine, que foi seguida por Sem Jeito, de Manuscrito, com a participação do próprio amigo Lenine. Nessa música, Sandy tocou surdo, para a surpresa da plateia.

Ao piano, Sandy cantou lindamente O que faltou ser, o que emocionou muito os que estavam presentes. Duras Pedras foi a próxima música do repertório, que foi seguida por Dias Iguais, com Nerina Pallot ao piano, todas do CD novo de Sandy.

Mais dois covers se seguiram: Wonderwall, da banda britânica Oasis e Por Enquanto, do Legião Urbana.

Leia Também:  Ronaldo é o novo comentarista esportivo da Globo

Por fim, chegou a hora dos sucessos que marcaram a sua trajetória, dizendo que reviveria “os bons 17 anos ao lado de Junior”. Ela começou com Quando você passa e Estranho jeito de amar. Inesquecível foi a música que mais emocionou o público e a cantora, que teve que segurar as lágrimas para continuar cantando. Não dá para pensar foi cantada em coro pelos presentes.

Black Horse and the Cherry Tree da cantora escocesa KT Tunstall, Casa e Quem sou eu foram as próximas e últimas músicas do show.

Entretanto, como o público pediu calorosamente por um bis, Sandy voltou com Esconderijo, ao piano e Tempo, acompanhada por Junior e Lucas.

O novo DVD solo de Sandy certamente despertará muitas emoções em seus fãs que a acompanham desde quando ela era uma pequena criança inocente a cantar alegremente no palco até a sua fase adolescente, quando pulava sem parar. Agora, madura e adulta, a cantora ainda desperta suspiros e admiração por causa do seu talento, dedicação, humildade e beleza.

Top