Saiba qual a melhor maneira de lidar com as manias infantis

Algumas crianças, para se sentirem mais seguras, adotam manias como carregar um paninho ou um bichinho de pelúcia para todos os lugares; não deixar…

Algumas crianças, para se sentirem mais seguras, adotam manias como carregar um paninho ou um bichinho de pelúcia para todos os lugares; não deixar que tirem a chupeta da sua boca; chupar o dedão; ouvir as mesmas histórias todas as noites; dormir com a luz acesa entre outras. Muitas delas deixam de existir à medida que a criança cresce. Porém, outras levam essas manias até a adolescência, tornando-se um transtorno obsessivo compulsivo (TOC). Por isso, saiba qual a melhor maneira de lidar com as manias infantis.

As crianças que andam sempre com o mesmo paninho ou com um bichinho de pelúcia são tão apegadas a eles que não deixam que ninguém chegue perto dos seus objetos favoritos. Por isso, para a mãe, é até difícil pegá-los para lavá-los, pois elas se tornam agressivas e tristonhas. Portanto, se você precisar lavar esses objetos tão queridos do seu filho, trabalhe com a compensação, ou seja, dê-lhe algo que ele goste muito, seja um alimento ou um brinquedo. Desse modo, ele poderá se esquecer do seu paninho ou do seu bichinho pelo menos por algumas horas. Se o seu filho for maior, explique-lhe que precisa lavar esses objetos, caso contrário, eles transmitirão doenças para ele.

As chupetas distraem as crianças enquanto a mãe não lhes dá a mamadeira ou o peito. No entanto, elas causam malefícios à boca da criança, que pode ficar com a dentição torta. Portanto, não é bom que as crianças as chupem por muito tempo. Há pequenos que chupam chupetas até idades avançadas. Então, é preciso acabar com essa mania. Primeiro, tente conversar com o seu filho, dizendo que ele já é um mocinho e que chupeta é coisa de bebês e que, se os seus coleguinhas da escola ficarem sabendo, vão dar risada dele. Entretanto, se essa estratégia não funcionar, distraia-o com algo mais interessante como um livro, uma guloseima ou um brinquedo. Em outros casos, é preciso trabalhar com uma recompensa. Se ele ficar um dia sem a chupeta, faça um passeio com ele ou dê-lhe algo especial. Então, a cada dia que ele conseguir ficar sem o seu biquinho, elogie-o bastante para que ele se sinta vitorioso.

Continuar Lendo  Dar banho em gatos: cuidados

Porém, se ao invés da chupeta o seu filho chupar o dedão, o processo é quase o mesmo: crianças grandes não chupam o dedão e o dedão fica feio e gordo quando é muito chupado. A estratégia da distração e da recompensa também vale para o dedão, assim como a do elogio. Assim, o seu filho nunca mais vai ficar com o dedão na boca.

Naturalmente, as crianças têm a mania de assistir o mesmo filme ou ouvir a mesma história continuamente, pois elas se atêm a cada movimento e fala dos seus personagens favoritos. Desse modo, ela se sente mais segura, porque está acompanhada das pessoas que ama. No entanto, se isso se tornar uma compulsão, ou seja, se todas as noites ela quiser ouvir sempre a mesma história, essa mania pode lhe causar danos futuros. Portanto, tente mudar a história aos poucos, contando-a de modo diferente ou trocando um personagem pelo outro. Depois, diga que tem outra história mais divertida com os mesmos personagens e vá variando o seu cardápio. Se preferir, compre livros diferentes, que têm bichinhos que se mexem ou personagens que soltam ruídos para que o seu filho se divirta com eles enquanto você os lê.

Para lidar com as manias das crianças é preciso ter muita paciência, pois elas demoram certo tempo para conseguirem se livrar do que tanto lhes dá segurança. Por isso, esteja sempre perto dos seus filhos para protegê-los e dar-lhes apoio nos momentos em que eles precisam.

 

 

 

Top