Saiba como lidar com a rivalidade infantil

Famílias que têm crianças pequenas em casa, de idades próximas, sabem como fica o clima quando os pequenos começam a brigar. […]

Existem crianças que brigam o tempo inteiro e toda hora chamam os pais para resolverem o “problema”. A cada dia que passa, tanto os pequenos quanto os adultos ficam muito estressados e o clima dentro do lar passa a ser de tensão, já que muitas mães e pais acabam perdendo a paciência e gritando com os filhos, rotulando,  defendendo um, apontando e acusando o outro. É uma situação muito comum em famílias cujas crianças são quase da mesma idade, mas então, como lidar com a rivalidade infantil?

Alguns especialistas alertam que deixar a situação fluir pode ser um bom caminho para se chegar à paz. O primeiro passo é tentar não intervir na pequena confusão deles. Assim que a briguinha começar, um deles virá e chamará a atenção dos pais para tentar mudar tudo. Os pequenos são ainda muito inexperientes e enxergam tudo de uma forma bem diferente dos pais. Por isso, se os adultos intervierem toda vez como verdadeiros juízes, podem acabar prejudicando uma das crianças, em que uma vai acabar achando que é errada e a outra, a mais forte, provocadora, portanto, a dica é deixar que os pequenos se entendam, dentro do mundinho deles.

Quando a situação fica feia, os pais, muitas vezes, perdem o foco, se intrometem e lá vai uma dúzia de palavras que acabam ofendendo uma das crianças. Para lidar com a rivalidade infantil é preciso entender que a confusão é armada exatamente para chamar atenção de qualquer jeito. Como ainda não sabem expressar completamente o que sentem, o método é simples: o choro, a briga, a manha, a malcriação. Muitas vezes, a rivalidade infantil existe somente para chamar a atenção dos pais, portanto, entender esse processo e mostrar a eles que o respeito deve existir, é um excelente caminho.

Continuar Lendo  Mitos e verdades sobre autismo

Mas como falar de respeito, amizade e amor para crianças que querem deixar os pais por perto o tempo inteiro? Que brigam por qualquer coisa? Alguns especialistas afirmam que existem formas de educá-las através de conversas, filmes, desenhos educativos e até mesmo pelo viés religioso. Os pais devem notar também como já citado que se as crianças fazem isso para chamar a atenção, a situação pode ser um alarme para que esses adultos também possam refletir sobre sua presença em casa e na educação dos filhos.

Top