Saiba como evitar o golpe da formatura

A formatura é um momento especial para aqueles que estudam anos em busca do nível superior. Fazer a festa para comemorar os anos de…

A formatura é um momento especial para aqueles que estudam anos em busca do nível superior. Fazer a festa para comemorar os anos de esforço é o sonho de muitos formandos, que desejam compartilhar com a família e os amigos esse momento de realização. Mas, o que era para ser um dia único e especial, pode se tornar uma grande frustração quando a empresa contratada para organizar o cerimônia não cumpre com o acordo.

São cada vez mais frequentes os casos de golpes em formatura em todo o Brasil. Milhares de estudantes são lesados por organizações fictícias ou à beira da falência, que receberam o pagamento e desapareceram sem dar nenhuma satisfação. E, para evitar esses problemas a única solução é adotar alguns cuidados:

– A primeira coisa a se fazer é definir uma comissão de formatura. As pessoas escolhidas para compor a comissão devem levar a sério a responsabilidade que terão, pois elas serão as responsáveis pela contratação e fiscalização da empresa escolhida;

– Vá a algum evento organizado pela empresa, observe o seu trabalho e pergunte às clientes se eles estão satisfeitos com o desempenho da organização;

– É importante constatar a idoneidade da empresa, isto pode ser feito através do site da Receita Federal. Na página você deve verificar se o CNPJ está ativo e como está a situação financeira, para saber se a empresa tem condições financeiras de arcar com um possível ressarcimento. Os contratos de formatura costumam ser longos, por isso o ideal é que essa consulta seja periódica;

– Outra dica é buscar no site do PROCON, conferindo se há reclamações de outros clientes registradas no banco de dados;

 

– Inclua no contrato todos os detalhes de serviços que serão prestados, isso servirá para facilitar que você exija que tudo o que foi combinado seja cumprido. Ao avaliar o documento algumas cláusulas também podem ser rejeitadas, como é o caso das abusivas que estipulam que o aluno perde todo o valor pago diante de algumas condições;

Leia Também:  Babylon AD novo filme de Vin Diesel

– Depois de assinado o contrato, os alunos devem continuar acompanhando as atividades da empresa. Visite o local pelo menos uma vez por mês para ver como anda os preparativos para o evento;

– Incluir os gastos para despesas com assessorias jurídicas é uma boa opção para quem quer evitar possíveis contratempos. Os assessores devem acompanhar as reuniões e  os eventos para averiguar se os serviços estão sendo prestados como foi assinado em contrato.

É claro que se o contrato não for cumprido e a empresa se recusar a ressarcir os estudantes, estes devem procurar a justiça. Ela fará valer o direito do consumidor e fará com que os sócios sejam responsabilizados e que todo o dinheiro gasto seja ressarcido.

 

 

Top