Saiba como economizar na reforma do imóvel, neste fim de ano

Algumas dicas para quem quer reformar o imóvel sem gastar muito podem ser seguidas. Saber o tipo de material e pesquisar valores de mão-de-obra e materiais, por exemplo, é uma forma de economizar.

Fim de ano chegando e sempre é aquele momento para reformar o imóvel. Com o 13º, que também vem,  é possível fazer aquela mudança tão sonhada, no apartamento ou na casa. Mas, na verdade, são tantas dívidas a serem quitadas nessa época, que o dinheiro extra acaba ficando bem curto, para quem quer colocar o lar para ser modificado. Como então economizar?

A velha e muito praticada forma de economizar é o pechinche. Sem fazer isso, não haverá sucesso e o porquinho da poupança vai ficar magro, magro. São tantas lojas especializadas em reformas e obras, que a variação de preços entre elas é demasiadamente grande. Algumas delas, inclusive, dão valores pela internet. Mas, o melhor  mesmo é ir pessoalmente, ver o material, tocar e sentir. Na hora de conferir os detalhes, anote o que for possível: preços, marcas, quantidade por caixa, tamanho, enfim, tudo, para que depois as contas sejam feitas com bastante cautela.

Uma ideia, para quem vai fazer uma obra, é buscar um engenheiro para avaliar o caso e dar, corretamente, as devidas orientações. Todo mundo pensa que basta dar aquela olhada de leigo e pronto, está tudo certo. O profissional contratado sairá mais barato do que se fizer tudo por conta própria. Por ele estar no mercado, sabe muito bem preços de materiais e qualidade, evitando o desperdício por pura e simples falta de informação sobre obras. Nisso tudo, já acontece uma economia.

Ainda na esteira dos profissionais, é também de extrema importância fazer uma varredura da mão de obra. Existem aqueles que são indicados por lojas e podem sair mais em conta. É verdade que alguns “metem a mão” e cobram os “olhos da cara”, mas também muitos outros oferecem trabalhadores com preços bem cabíveis. Pesquise bastante quem pode pintar a parede do imóvel, fazer aquela mudança no banheiro ou colocar os tijolos na casa.

Leia Também:  Saiba como funciona um inventário

A escolha dos materiais a serem usados é de extrema importância. Existem aqueles que são práticos, que não precisam de outros complementares, assim como há outros que simplesmente podem ser guardados e usados em uma próxima vez. Portanto, feita a reforma,  se um tijolo ficou de lado, um azulejo ou qualquer outro, guarde!

Top