Saiba Como Agir em Caso de Infarto

Existem situações tristes, complicadas, mas que se as medidas certas forem tomadas a tempo, podem-se evitar maiores problemas. O infarto é uma dessas situações.…

Existem situações tristes, complicadas, mas que se as medidas certas forem tomadas a tempo, podem-se evitar maiores problemas. O infarto é uma dessas situações. Muitos passam pelo infarto que acontece aos poucos. Os sinais podem aparecer até uns dias antes e precisam ser analisados com cautela.

O infarto que mata na hora é o chamado de “infarto fulminante”, onde não há o que fazer. A pessoa cai, desmaia e logo morre. Acontece tudo em minutos. No outro tipo de infarto, há chances de salvar o individuo, mas é preciso saber como agir se isso acontecer perto de você, com um ente querido. O primeiro passo é analisar os sintomas. Dor opressiva no peito, palidez, suores frios e enjoos: estes são os sintomas clássicos de um infarto. Eles podem acontecer com alguém de sua família ou mesmo com você. Por isso é tão importante analisar os sintomas e socorrer o individuo o mais rápido possível, mesmo que seja você.

Se estiver dirigindo, por exemplo, para o carro imediatamente e peça para alguém te levar no hospital. Quanto mais rápido a pessoa chegar, maior a chance das consequências não serem tão dramáticas. Do aparecimento dos sintomas até a morte, em média se leva uma hora. Por isso a pressa de atender e levar à sério os sintomas. Mesmo que não haja a morte, o infarto pode deixar sérias consequências no organismo. Para quem tem problemas cardíacos e quer se prevenir, uma dica é andar sempre com aspirina. Ao começar os sintomas, é indicado ingerir meia aspirina. O uso do medicamento pode diminuir em um pouco mais de 20% o risco de morte.

Caso os sintomas apareçam em casa, chame uma ambulância imediatamente. Nunca vá dirigindo para o hospital. Sempre leve quem estiver passando mal ou se for com você, chame a ambulância ou ainda peça para alguém fazer isso por você. Na ambulância eles tem todo o equipamento para já ir ajudando a evitar o pior. Ao sentir as dores, deve-se tentar permanecer em repouso, soltar a pressão de roupas e sapatos e, se possível, ficar em um local arejado. Muitos pesquisam sobre como agir em caso de infarto, principalmente quando já passaram por uma situação do tipo. Saiba que há chances de salvar a pessoa. Só é preciso perceber os sintomas e chamar a ambulância o mais rápido possível. Se acontecer com você, peça ajuda ao vizinho ou quem estiver mais próximo. Quanto mais rápido o socorro, mais chances de viver e não ter consequências graves.

Leia Também:  Semana de Moda de Paris Inverno 2012: Principais Detalhes Menswear

As medidas em caso de infarto, como você pode perceber, são simples. Hoje já não há uma idade mínima para começar a se preocupar. O infarto pode acontecer, em média, a partir dos 35 anos, mas é mais comum na casa dos 50. Independente da idade, não deixe de fazer exames regularmente, cuidar para que não acontece de surpresa. O controle pode ser feito com medicamentos. Quem tem hipertensão deve ter um cuidado dobrado, pois é uma doença crônica e muito silenciosa.

Essas foram algumas dicas para quem pesquisa sobre o que fazer quando alguém enfarta. Não tente reanimar o coração ou coisas do tipo, a não ser que tenha sido altamente instruído no assunto. Chame o socorro e faça tudo o mais rápido possível.

Top