Sacolas plásticas retornáveis – Opções

Aquelas tradicionais sacolinhas de plástico, muito usadas no comércio, principalmente em supermercados, estão com os dias contados, pelo menos no que depender dos defensores…

As sacolas plásticas tradicionais estão proibidas em algumas cidades

Aquelas tradicionais sacolinhas de plástico, muito usadas no comércio, principalmente em supermercados, estão com os dias contados, pelo menos no que depender dos defensores do ‘ecologicamente correto’. Este tipo de embalagem, que é bastante popular e usada em todo o mundo há algumas décadas, gasta entre 100 e 200 anos para ser decomposta.

Segundo estudos ambientais divulgados recentemente, cada família brasileira gasta, em média, 66 sacolas plásticas a cada mês, e a estimativa é de que circulem, em todo o planeta, de 500 milhões a 1 bilhão de sacolas plásticas por ano.

Como são muito leves, as sacolas de plástico tendem a voar facilmente e a se acumular em galerias pluviais, contribuindo para alagamentos e inundações das cidades, além de se espalharem por lagoas e oceanos, causando a morte de muitos animais, que as confundem com alimentos.

Para amenizar ou até mesmo acabar com alguns destes problemas, uma das soluções é substituir as sacolas plásticas por sacolas retornáveis, que podem ser usadas muitas vezes. Feitas de materiais como o próprio plástico ou à base de algodão, pano, palha de banana e palha de milho, entre outros, o uso destas novas embalagens tem sido muito difundido, principalmente nas grandes cidades.

Benefícios das sacolas retornáveis

Entre os benefícios proporcionados pelas sacolas retornáveis, podemos citar:

– Podem ser usadas por muito mais tempo que as sacolas de plástico normais;

– Redução nos gastos energéticos empregados na fabricação das embalagens tradicionais;

– Redução da poluição, que surge durante o processo de fabricação das sacolinhas;

– Diminuição do excesso de lixo nos aterros sanitários, no entupimento da rede de esgotos e na poluição de mares, lagoas e rios; e

– Maior praticidade para carregar as compras.

Onde estão proibidas as sacolas plásticas tradicionais

Na cidade de Belo Horizonte, uma lei municipal já proíbe o uso das sacolinhas de plástico no comércio local desde o primeiro semestre de 2011. Aqueles estabelecimentos que são flagrados fornecendo o material aos clientes, estão sujeitos a multas pesadas.

Nas compras, os consumidores da capital mineira têm a opção de levar os produtos adquiridos em caixas ou embalagens trazidas de casas ou então podem adquirir as sacolas biodegradáveis nas lojas, que custam, em média, R$ 0,18.

Outra cidade que está implantando uma lei semelhante é São Paulo. Na maior cidade do país, os comerciantes também estão proibidos de fornecerem sacolas plásticas aos clientes, oferecendo como alternativas as sacolas de plástico biodegradáveis, ao custo de R$ 0,19. O consumidor pode ainda adquirir as sacolas reutilizáveis ou usar caixas de papelão.

Além disso, os estabelecimentos serão obrigados a fixarem avisos, em locais de boa visibilidade, alertando sobre o uso das embalagens retornáveis.

Opções

Confira a seguir, alguns exemplos de sacolas plásticas retornáveis, que você pode usar em substituição às sacolas tradicionais.

As sacolas biodegradáveis já estão sendo vendidas nos supermercados

 

Existem outras opções de materiais

 

Esta é mais resistente, além de possuir maior capacidade

 

Você pode escolher o modelo de acordo com o seu gosto

Top