Roupa justa: certo e errado, dicas para usar

Usar roupas justas não é errado, desde que se tenha bom senso, ao escolher as peças a serem combinadas. Não é raro observarmos o…

Usar roupas justas não é errado, desde que se tenha bom senso, ao escolher as peças a serem combinadas. Não é raro observarmos o comportamento de pessoas que optam por vestimentas mais apertadas, com intenção de ficarem atraentes e sensuais, mas que acabam colocando tudo a perder, atraindo olhares de forma negativa. O fato é que muita gente não diferencia muito bem o certo e o errado, na hora de usar roupa justa.

O certo é esconder as gordurinhas (Foto: Divulgação)

Se a pessoa deseja ser notada e não se importa muito a discrição, tem toda a liberdade do mundo para usar o que quiser. No entanto, é sempre útil lembrar que, para ficar bem em roupas justas, é necessário, no mínimo, estar com a balança em dia. Pode-se dizer que não basta apenas isso. Curvas e formas em seus devidos lugares também são importantes; do contrário, a pessoa acabará sendo alvo de risos. O mais importante, ao vestir-se, é que se tenha bom senso. Roupas apertadas devem ser equilibradas com peças mais largas. Assim, o visual estará discreto a atraente.

Veja, abaixo, alguns exemplos de certo e errado para o uso de roupas justas.

Dicas para usar roupa justa

Blusinha e calça justas (Foto: Divulgação)

O exemplo, acima, é muito comum. Nada impede que a pessoa use o que lhe parecer melhor, mas deve-se ter cautela. A calça muito justa deve ser equilibrada com uma blusinha mais larga. No caso, acima, temos 4 pontos errados. A garota uniu calça e blusinha justas, além da cor branca (que marca ainda mais o corpo) e deixou, à mostra, justamente a parte em que existe uns quilinhos extras. O problema teria sido resolvido de forma muito simples. O certo seria ela ter escolhido uma blusa mais larguinha – que poderia até mesmo ser branca. Também teria dado certo se a garota tivesse mantido essa roupa, porém com uma peça mais larga, sobreposta. Coletes são ótimos, nestes momentos.

Vestido justo + casaquinho (Foto: Divulgação)

Acima, vemos a escolha certa da atriz Déborah Secco. Ela escolheu um vestido apertadíssimo, mas o uniu a um casaquinho mais largo. Como foi dito, acima, o certo para usar roupa justa é que ela seja equilibrada com roupas mais largas.

Continuar Lendo  Escalda-pés: como preparar

Agora, imagine o próximo look, sem a jaqueta. Teria, certamente, ficado bem diferente, não é? A garota escolheu bem.

Vestido justo + meia + jaqueta (Foto: Divulgação)

Com saias e blusas justas acontece o mesmo. Observe, abaixo, o certo para estas roupas:

Discrição (Foto: Divulgação)

Porém, nem sempre a blusa mais larga resolve o problema da roupa justa e marcada. Se a calça for feita em tecido fino demais ou transparente, uma blusa mais folgada não a deixará discreta. Observe o erro, abaixo:

Calça justa e transparente (Foto: Divulgação)

Neste caso, a dica é que você use uma blusa que esconda os glúteos. É bom ter bastante cuidado, com este tipo de roupa justa. Veja, abaixo, o uso certo para este tipo de calça:

Blusas maiores em calças muito justas (Foto:Divulgação)

Para finalizar, vejamos um exemplo do uso certo de blusas mais apertadas. A dica é, basicamente a mesma: equilibre com peças mais folgadas. No caso da foto, abaixo, as saias longas deram leveza e discrição ao visual.

Blusinhas justas (Foto: Divulgação)

Para a roupa justa, como se vê, existe o certo e o errado, na hora do uso. A dica é não exagerar, já que a elegância e a discrição pedem equilíbrio e bom senso.

O problema das roupas justas não se referem apenas à beleza.

Leia: Roupa apertada: perigos, problemas para a saúde

Leia, também: Cuidados ao usar roupas apertadas

 

Top