Roteiro de Viagem Religioso do Rio Grande do Sul

Podemos dizer que hoje em dia a sociedade esta sendo afetada por um dos setores mais significativos da vida atual que é o turismo…

Podemos dizer que hoje em dia a sociedade esta sendo afetada por um dos setores mais significativos da vida atual que é o turismo influenciado pelas peregrinações. As pessoas em busca de uma experiência que os permita ultrapassar o seu dia a dia e poder encontrar-se com forças místicas, ou reviver o passado mesmo que simbolicamente por alguns instantes, as faz viajar por vários dias.  Pois a idéia de poder estar presente com suas divindades os faz fortalecer os laços de fé buscando dessa maneira conforto e uma solução para os seus problemas mais sérios e profundos. A fé das pessoas faz com que elas ao buscarem um encontro com a palavra ou santos que as possam fazer de uma certa maneira sentir-se mais fortes é transformada em um roteiro religioso que instintivamente vira turismo e alimenta varias formas de crescimento e exploração financeira.

Terra dos Mártires

O Turismo Religioso Terra dos Mártires no Rio Grande do Sul tem como grande atrativo os beatos Manuel e Adílio que tem inicio no Santuário dos beatos em Nonoai que é considerada a terra dos Martires e segue até Três Passos a terra sagrada do martírio, um caminho de 190 quilômetros e que se destacam pelo caminho igrejas e santuários que são:

Catedral Diocesana Santo Antônio – esta localizada em Frederico Westphalen é uma das catedrais mais belas do estado, pois tem seu estilo todo na arquitetura  neogótica, arcos ogivais e abóboda com nervuras, pinturas sacras, vitrais multicoloridos que proporcionam a visão exata de sua beleza inconfundível.

Igreja Matriz São Gabriel – localizada em Ametista do Sul é a única igreja no mundo que é com as suas paredes revestidas com pedras ametista e formando painéis artísticos que transmitem muita energia pela concentração das quarenta e duas toneladas de pedras.

A rota destaca-se também pela diversificada gastronomia e pela forte cultura dos imigrantes que a colonizaram através de grupos étnicos e culturais que através de suas musicas e danças proporcionam muitos momentos de alegria que deixam os visitantes encantados com tanta beleza e simplicidade que projeta-a no cenário nacional e internacional.

Se você quiser fazer o turismo religioso mais famoso do estado do Rio Grande do Sul e poder cultivar a sua fé assim como conhecer os beatos Manuel e Adílio você vai se surpreender com tanta beleza e simplicidade nas cidades que se seguem a peregrinação. Você pode optar por se hospedar em hotéis ou pousadas, como preferir. Veja a baixo uma opção:

– Cantelle Hotel

Endereço: Rua do Comércio, 740

Localizado em Frederico Westphalen

Telefone para contato: (55) 3744-9140

http://www.cantellehotel.com.br

Nossa Senhora dos Navegantes – esta é a festa religiosa considerada a mais importante no Rio Grande do Sul, pois ela é realizada no dia 2 de fevereiro na cidade de Porto Alegre. Neste dia a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes é transportada do Santuário Nossa Senhora do Riosario que esta localizado no centro da cidade, para o Santuário Nossa Senhora dos Navegantes. Mais de cem mil pessoas fazem parte dessa procissão que acontece por terra e por mar através do lago Guaíba em dezenas de barcos. Esta festa realiza-se a mais de cem anos e é tradicional.

Hotel Ponte de Pedra

Rua: Cel. Fernando Machado, 828 – Centro

Telefone: (51) 3226-2188

e-mail para contato: pontedepedra@terra.com.br

Caminhos da Fé em Pelotas – as trilhas dos caminhos da fé em Pelotas tem côo objetivo levar os turistas a oportunidade de conhecer os monumentos que foram erguidos pela fé religiosa. Um passeio bem diferente, PIS que procura por esse tipo de turismo tem como objetivo encontrar a paz espiritual e o equilíbrio interior, no passeio os visitantes irão conhecer igrejas, imagens santas, esculturas e outros.

Informações pelo telefone: (53) 3231-4753

e-mail: abdo@riogrande.rs.gov.br

Para concluir:

O Rio Grande do Sul traz em sua historia grandes personagens que fizeram muito pelos imigrantes, um povo sofrido que em busca de liberdade ajudou a construir o estado tanto na parte social quanto na religiosa e transformou santuários religiosos em grandes peregrinações para que o povo pudesse através de sua fé demonstrar gratidão pelas graças alcançadas através de promessas feitas para santos. Outros procuram os santuários para fazer pedidos diversos dês de cura para doenças até conquistas financeiras, muitos dizem que a graça é alcançada e por isso milhares de peregrinos fazem o trajeto. É através do turismo religioso que as cidades gaúchas desenvolvem o seu crescimento e a sua historia, um tipo de turismo diferente que faz com que você proporcione a paz espiritual e o equilíbrio interior, por isso dezenas de cidades do Rio Grande do Sul cultuam as suas tradições e convidam pessoas a participarem dos seus rituais religiosos. Venha conhecer este lado do estado gaúcho e se apaixone.

Top