Risco de diabetes: como saber se ele existe

O Diabetes é um assunto muito comentado atualmente. Isso se deve a sua alta incidência e prevalência na população. Apesar disso, poucas pessoas sabem…

O Diabetes é um assunto muito comentado atualmente. Isso se deve a sua alta incidência e prevalência na população. Apesar disso, poucas pessoas sabem como identificar o problema. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre o risco de desenvolver o diabetes e como saber se ele existe.

Saiba quais são os sintomas do diabetes tipo 1.

O diabetes é uma doença muito comum em nosso meio. (Foto: divulgação)

 Real significado de diabetes

O diabetes mellitus é o nome dado ao distúrbio metabólico que resulta na elevação da glicose (açúcar) no sangue. Ele é uma doença muito comum em nosso meio e, quando não devidamente tratado, pode trazer graves danos à saúde do indivíduo portador.  O problema pode ser classificado em três tipos:

  • Diabetes tipo I;
  • Diabetes tipo II;
  • Diabetes gestacional.

Apesar de todos eles possuírem em comum, o não controle da glicose no organismo, cada um possui uma característica específica.

Conhecendo mais sobre os tipos de diabetes

  •  Diabetes tipo I – é uma doença autoimune, ou seja, as próprias células de defesa do organismo do indivíduo atuam contra as células beta do pâncreas, as quais são responsáveis pela produção da insulina. Um hormônio responsável pela regulação da glicose no organismo. Esse problema costuma se manifestar nos primeiros anos de vida, podendo provocar complicações ainda na juventude. Como o diabetes tipo I está relacionado pela falta de insulina, o seu tratamento é baseado na administração regular de insulina para o controle da glicemia (açúcar no sangue).
  • Diabetes tipo II – é uma doença que apresenta uma diminuição na produção da insulina e como resultado, colabora com o aumento da glicemia no organismo. É mais comumente manifestada em adultos que apresentam como fatores de risco, a obesidade, o sedentarismo e a história familiar positiva para a doença. Em relação ao tratamento, é necessário o uso de medicações administrados por via oral e que tem como função, controlar a glicemia do organismo.
  • Diabetes gestacional– como o próprio nome já diz, esse diabetes surge durante a gravidez e costuma desaparecer após o parto. Quando não devidamente tratado, o problema pode manifestar diversos problemas ao feto, incluindo prematuridade, problemas respiratórios e crescimento além do normal.

    A obesidade é um dos fatores de risco para o desenvolvimento do diabetes. (Foto: divulgação)

Saiba como o diabetes pode ser diagnosticado

O diabetes é uma doença muito comum e é possível conhecer os riscos de desenvolver o problema.

Leia Também:  Truques de Kate Middleton para disfarçar a gravidez

O diagnóstico do diabetes é meramente, laboratorial. Ou seja, após a avaliação e um especialista e diante de algumas manifestações, o médico poderá solicitar alguns exames complementares. Entre eles estão:

  • Glicemia de jejum – o exame consiste na dosagem da glicemia antes que o indivíduo realize qualquer refeição. Os valores normais para o exame variam de 70 a 99 mg\dl. No entanto, valores acima de 126 mg\dl indicam uma suspeita de diabetes;
  • Glicemia pós-prandial– o método avalia a glicemia do indivíduo durante a primeira, segunda e a terceira hora após a refeição, que é rica em carboidratos. Se o resultado for acima de 200 o diabetes é confirmado.

    Busque a orientação de um médico especialista diante de qualquer manifestação. (Foto: divulgação)

O diabetes é uma doença muito comum em nosso meio. Por isso, é muito importante avaliar os riscos de desenvolver o problema. Assim, diante de qualquer sinal ou sintoma, busque a orientação de um médico especialista.

Saiba como a alimentação reduz o risco de diabetes tipo 2.

Top