Rins: previna-se Contra Doenças Crônicas

Os rins merecem toda a atenção, afinal, estes órgãos são responsáveis por filtrar o sangue que circula no organismo. para se ter uma ideia,…

Os rins merecem toda a atenção, afinal, estes órgãos são responsáveis por filtrar o sangue que circula no organismo. para se ter uma ideia, os males ocorrem de forma silenciosa, e podem se apresentarem quando a doença já estiver em sua fase mais crônica. Por isso, a prevenção é o melhor remédio.

Geralmente, como já mencionado, todas as doenças renais são silenciosas, até um cálculo pode surgir sem apresentar sintomas e provocar dor somente quando estiver maior.

Desta maneira, o problema acaba dificultando o processo em que pode ser expelido através da urina. No entanto, a mais grave de todas as doenças relacionadas a esse órgão vital é a crônica, que pode desencadear problemas cardiovasculares, anemia e hipertensão arterial.

Mas, nestes casos as pessoas não percebem, só se dão conta de que estão doentes quando as funções do rim já estão comprometidas e a hemodiálise é o único recurso até o transplante do órgão.

A doença renal é capaz de trazer danos e, quando não causa morte, pode ter graves consequências. Compromete todas as funções renais, o que é chamado de insuficiência renal, além de estar relacionada a muitas outras doenças.

Em sua fase inicial, a única maneira de preveni-la é tratando as suas causas. Segundo especialistas as causas chamadas de doenças primárias: hipertensão arterial, diabetes e obesidade.

Já outras doenças renais, como cálculo e infecções urinárias, também podem ser causas de doença renal crônica, porém, são ocorrências mais raras.

Somente se incluem no grupo de risco pessoas formadoras de cálculos renais, ou seja, quando registradas mais de três ocorrências ou mais de três infecções urinárias num ano. Vale lembrar que infecção urinária e o cálculo renal também são doenças silenciosas e podem, inclusive, estar associadas a um problema renal mais sério.

Para diagnosticar é necessário fazer exame de urina e ultrassonografia. Em casos de pacientes formadores de cálculos, é necessário investigar e tratar para evitar que a doença se torne crônica.

Já as pessoas com hipertensão, diabetes e obesas devem fazer exames preventivos anualmente, independente de idade.

Mesmo que não tenha tendência, pessoas acima de 40 anos devem buscar fazer exames anuais como forma de prevenção.





•••


Top