RG Digital de São Paulo: como tirar, saiba mais

Já está disponível no estado de São Paulo um novo modelo de carteira de identidade, que permite a identificação eletrônica de qualquer cidadão e…

Já está disponível no estado de São Paulo um novo modelo de carteira de identidade, que permite a identificação eletrônica de qualquer cidadão e promete ser mais econômica, segura e eficiente, quando comparada ao RG convencional.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), durante o lançamento da nova carteira de identidade digital (Foto: Divulgação)

A nova identificação pessoal digitalizada, também conhecida como RG Digital, armazena eletronicamente os dados do portador, como nome, data de nascimento e fotografia, guardados em um QR Code impresso no verso, que poderá ser lido por um aplicativo de uso exclusivo da polícia.

Com o RG digitalizado, será possível a criação de um novo banco de dados, proporcionando maior rapidez na solução de crimes, além de reduzir a possibilidade de falsificações do documento e de acelerar o processo de emissão, cujos prazos atualmente são de oito dias na capital, 30 dias na Grande São Paulo e até 60 dias no interior.

O que muda

O documento traz um QR Code que só pode ser lido por app exclusivo da polícia (Foto: Divulgação)

A carteira de identidade digital desenvolvida pelo governo paulista tem um novo layout e conta com nove itens de segurança, entre os quais o fundo invisível, sensível à luz ultravioleta, que dificulta a sua falsificação.

Ela é impressa em papel especial, contando com película protetora e borda diferenciada. E para melhorar a visualização das informações contidas no documento, o número do novo RG aparece em vermelho e negrito, enquanto a foto e a impressão digital do portador ficaram mais nítidas.

Além disso, um novo sistema de coleta de impressões digitais foi implantado, possibilitando que elas sejam armazenadas digitalmente. Com todas essas mudanças, o custo da produção do documento para o estado cairá de R$ 35,00 para R$ 9,69. No caso do cidadão, a emissão da primeira via é gratuita e a segunda via custará R$ 30,21.

Leia Também:  Emitir segunda via de fatura Net Combo

Mesmo com a implantação do novo sistema, o antigo modelo de carteira de identidade continua valendo normalmente.

Como tirar

As principais mudanças implantadas no documento (Foto: Divulgação)

O novo sistema que permite a emissão do novo RG Digital de São Paulo está sendo implantado na central do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton (IIRGD), no Poupatempo Luz, na capital, e em 10 postos de atendimento localizados no interior, nessa primeira fase. Até o final do ano, a expectativa é de que a emissão seja feita em todo o estado.

Para tirar a carteira de identidade digital SP basta comparecer a qualquer unidade do Poupatempo (confira os endereços no site do governo estadual), à sede ou aos postos do IIRGD, levando a certidão de nascimento ou casamento. Nos locais em que ainda não há o sistema eletrônico, também é preciso levar foto 3×4 recente.

Top