Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro no pé após uma tentativa de assalto que ocorreu em frente da sua residência, que está…

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro no pé após uma tentativa de assalto que ocorreu em frente da sua residência, que está localizada no bairro do Morumbi, em São Paulo. O fato aconteceu com Vanessa Hadi no último dia 15 de julho, quando ela foi rendida por quatro meliantes enquanto estacionava o seu carro blindado. Ela conseguiu se abaixar quando começou a troca de tiros.

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Otávio Mesquita Beija Palmirinha Na Boca

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro mesmo tendo carro blindado. A profissional que atua no programa Okay Pessoal, do SBT, ao lado de Otávio Mesquita, viu três dos quatro criminosos conseguirem escapar no carro que estavam utilizando para o assalto. No entanto esses criminosos foram surpreendidos pela polícia em uma rua perto de onde aconteceu a abordagem.

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro, mas está bem (Foto: Divulgação)

Bandido morre após tentar assalta repórter do Okay Pessoal

Repórter do programa de Otávio Mesquita leva tiro e bandidos são baleados. Dois desses meliantes conseguiram fugir a pé depois que a polícia parou o carro em que eles estavam, mas o outro bandido foi ferido e está em estado grave no hospital. Um quarto marginal foi baleado durante a troca de tiros e entrou em óbito.

Saiba mais informações sobre: Famosos Que Se Tornaram Pais Depois Dos 50 Anos

“Fiquei muito assustado. Vanessa estava entrando com o carro na garagem quando os assaltantes pegaram o portão ainda aberto e entraram com ela. Eles comunicaram o assalto, mas um policial estava passando à paisana na rua e reagiu. Houve troca de tiros, e um dos assaltantes morreu. A Vanessa tomou um tiro no pé e está assustadíssima, quer inclusive sair do País. Eu também fiquei muito triste e assustado, esta sensação de impunidade é terrível”, disse Vanessa, que esteve no hospital no último dia 16 de julho, mas já foi liberada.

Leia Também:  Padre Marcelo Rossi é investigado pelo Vaticano

Top