Religiosos sofrem menos de hipertensão, diz pesquisa

Homens e mulheres que participam de rituais religiosos  com assiduidade possuem menos problemas de hipertensão, de acordo com uma pesquisa realizada pela NTNU (Norwegian…

Por Editorial MDT em 05/01/2012

Imagem: (Foto Divulgação)

Homens e mulheres que participam de rituais religiosos  com assiduidade possuem menos problemas de hipertensão, de acordo com uma pesquisa realizada pela NTNU (Norwegian University of Science and Technology), na Noruega.

O estudo foi iniciado em 1984, e desde então aproximadamente 120.000 indivíduos foram submetidos a três questionários que averiguaram os fatores de risco de doenças e morte, e fatores que podem ajudar a saúde.

Os pesquisadores notaram que quanto mais os entrevistados frequentavam à igreja, mais baixa era sua pressão arterial, até quando outros fatores que poderiam afetar o resultado eram controlados. Com isso, a pesquisa assegura que os frequentadores de igrejas são mais saudáveis do que aqueles que não praticam nenhuma religião.

Uma decorrência similar com essa já tinha sido indicado por outras pesquisas nos EUA, porém, os cientistas optaram transferir a análise para a região, já que as características religiosas e culturais americanas são bem diferentes das norueguesas.

Os especialistas ficaram admirados ao compreender que, mesmo com as características de cada cultura, os indivíduos religiosos se mostraram mais saudáveis. Todavia, eles deixam claro que, mesmo com a comprovação, não se pode assegurar que existe uma relação de causalidade no estudo.

Logo, para ter a certeza se de fato, frequentar mais a igreja reduz a pressão arterial, é necessário fazer outros estudos. Além disso, os pesquisadores não sabem ao certo se a conclusão pode ser aproveitadas em outras religiões, como islamismo, judaísmo, já que a maior parte dos entrevistados frequentavam a igreja luterana.

Top