Relembre a história do Rock in Rio

Após dez anos de sua última edição do Brasil, o Rock in Rio está de volta. Que tal conhecer um pouco mais sobre a sua história?

Por Editorial MDT em 20/09/2011

Com o Rock in Rio se aproximando, nada como conhecer melhor a história deste festival tão badalado, não é mesmo? Há toda uma história envolvida e que com certeza vale a pena ser contada. Confira:

1º edição: 1985

Como o próprio nome diz ele é brasileiro e teve a sua primeira edição no Rio de Janeiro, idealizado por Roberto Medina. O início foi em 1985, em Jacarepaguá em uma área com 250 mil metros quadrados. Uma época bastante simbólica para o Brasil que vivia seus primeiros tempos como democracia, portanto uma festa como essa reunindo atrações nacionais e internacionais era mais do que bem vinda. O público foi de 1.380.000 pessoas para assistir 28 bandas. Entre elas os brasileiros Alceu Valença, Ivan Lins, Kid Abelha, Barão Vermelho Ney Matogrosso e Paralamas do Sucesso, dividindo o palco com os internacionais como Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Queen, Rod Stewart, White Snake.

2ª edição: 1991

A segunda aconteceu em 1991, no estádio do Maracanã. Embora o público tenha sido menor – 700.000 pessoas – o número de bandas aumentou. Foram 44 se apresentando entre brasileiros como Capital Inicial, Ed Motta, Elba Ramalho, Engenheiros do Hawaii, Gal Costa, Lobão, Roupa Nova, Sepultura, Serguei, Supla e Titãs. Já entre os figurões estrangeiros havia A-HA, Billy Idol, Guns N’Roses, Megadeth, New Kids on the Block, Prince, Santana e SNAP.

3ª edição: 2001

Após dez anos, Jacarepaguá voltou a ser o palco do festival, no mesmo local da estreia. A diferença era a capacidade para o público, que era de 250 mil pessoas por dia. Ao todo foram 1.235.000 pessoas para assistir 160 bandas. Foi também a época onde o festival passou a ter também outros espaços que não diziam respeito somente ao palco principal e adotar também estilos como música eletrônica e africana. Também foi quando passaram a apoiar projetos socioambientais sob a ideia de um mundo melhor, como típico do novo milênio.

Entre os brazucas se apresentaram Barão Vermelho, Capital Inicial, Carlinhos Brown, Cássia Eller, Daniela Mercury, Ira, Ultraje a Rigor, Sandy & Junior, Sepultura e Zé Ramalho. Já entre os internacionais, alguns deles eram Britney Spears, Deftones, Five, Foo Fighters, Guns N’ Roses, Iron Maiden,  Red Hot Chili Peppers e Silver Chair.

Edições internacionais:

A partir de 2004, Roberto Medina passou a pensar em colocar o festival no calendário internacional. E deu certo. Em 2004 ele foi feito em Lisboa, Portugal assim como em 2006 e 2008. Em 2008 o festival também teve sua 7ª edição em Madrid, Espanha. Em 2010 ambas as cidades foram contempladas em sua 8º e 9ª edição, em Lisboa e Madrid respectivamente. As atrações incluíam tanto artistas nacionais e internacionais, incluindo brasileiros.

Foram nas edições internacionais onde aconteceram outras experimentações que serão trazidas ao Brasil no final do mês de setembro: foi em sua 6ª edição que aconteceu a experimentação com o Palco Sunset, onde acontecem concertos e encontros antes julgados como inesperados.

 

E então? Pronto para um novo Rock in Rio? Então fique ligado. Se você é fã, mas não vai poder comparecer ao show, poderá acompanhar a cobertura da Globo, que transmitirá shows ao vivo e compactos dos melhores momentos durante a madrugada

A cobertura será exibida após o Boletim Hipertensão nas sextas-feiras, dias 23 e 30, e nos sábados, dias 24 e 30. Nos domingos, dias 25, 2 e 9, após ‘Hipertensão’ e quinta feira, dia 29, após o Jornal da Globo.

Top